Sindicato dos Bancários divulga Balancete 2004

35

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31/DEZEMBRO/2004

NOTAS EXPLICATIVAS

ANÁLISE DE RESULTADOS

1) DÉFICIT = R$ 463.786,03
O déficit acima foi resultado da diferença entre a Receitas de R$ 2.815.301,61 e as Despesas de R$ 3.279.087,64.
Nas Receitas houve uma diminuição de 21% em relação a 2003, representado uma diminuição em torno de R$731 mil. As principais são: Receita Tributária (Imposto Sindical), contribuindo para a Receita de 2004 em 13%; Receitas Sociais (Mensalidades e Desconto Assistencial), contribuindo para a Receita de 2004 em 73%; Receitas Jurídicas (Honorários Jurídicos), contribuindo para a Receita de 2004 em 4%; Campanhas Extraordinárias (Campanha em Defesa do BEC), contribuindo para a Receita de 2004 em 6%.
A principal Receita que impactou negativamente o Resultado de 2004 foram as Receitas Jurídicas que diminuíram 88% em relação a 2003, representado uma diminuição em torno de R$847 mil.
Nas Despesas houve um aumento de 41% em relação a 2003, representado um aumento em torno de R$958 mil. As principais são: Despesas com Pessoal, contribuindo para a Despesa de 2004 em 30%; Despesas Administrativas, contribuindo para a Despesa de 2004 em 12%; Despesas com Campanha Salarial, contribuindo para a Despesa de 2004 em 14%; Despesas com Ação Sindical, contribuindo para a Despesa de 2004 em 18%; Contribuições a Entidades, contribuindo para a Despesa de 2004 em 11%.
A principal Despesa que impactou negativamente o Resultado de 2004 foram as Despesas com Campanha Salarial que aumentaram 189% em relação a 2003, representando um aumento em torno de R$291 mil.

2) DISPONIBILIDADES = R$ 136.264,91
As Disponibilidades representam os recursos em Caixa, Bancos e Aplicações. Em relação a 2003, houve uma diminuição de 84%, representando R$715 mil a menos. Os recursos foram utilizados, principalmente, na aquisição de Bens Móveis (Móveis, Máquinas e Equipamentos, inclusive de Informática), em torno de R$123 mil; na melhoria dos Bens Imóveis (Reforma), em torno de R$188 mil; e nas atividades de Campanha Salarial e Ação Sindical (Campanha em Defesa do BEC) que tiveram priorização nas despesas do Sindicato, conforme relatado no item anterior.

3) PRINCIPAIS DIRETRIZES CONTÁBEIS

– APURAÇÃO DOS RESULTADOS
Os resultados são apurados pelo regime de competência de exercícios

– ATIVO
O Ativo Circulante representa as disponibilidades imediatas e os créditos do SEEB recebíveis até final do exercício seguinte e estão representados pelo valor de realização, incluindo os rendimentos e as variações monetárias auferidas.
O Ativo Realizável representa os créditos com previsão de recebimento posterior ao final do exercício seguinte e nesse caso estão representados alguns empréstimos a Entidades Sindicais.
O Ativo Permanente representa os bens móveis e imóveis do SEEB, cujas depreciações são calculadas pelo método linear com taxas para Imóveis = 4%, Móveis, Máquinas e Equipamentos = 10%, Veículos e Equipamentos de Processamento de Dados = 20%.

– PASSIVO
O Passivo Circulante representa as obrigações vencíveis até o final do exercício seguinte, incluindo os encargos e as variações monetárias correspondentes.

– RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS
O Resultado de Exercícios Futuros representa os valores já recebidos no Exercício, mas que são Receitas somente no Exercício seguinte, sem possibilidade de devolução.

– PATRIMÖNIO LÍQUIDO
Estão representados os resultados econômicos apurados, anteriormente acumulados e as correções sobre este Patrimônio até 1995.

Parecer do Conselho Fiscal

Analisados os documentos que representam a movimentação financeira do exercício de 2004, assim como os Balancetes, o Razão e os Demonstrativos deste, recomendamos a aprovação do Balanço Geral do Sindicato dos Bancários, constituído do Balanço Patrimonial, Demonstração do Superávit ou Déficit e Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido de 2004.

Fortaleza, 25 de outubro de 2005.

Carmem Amélia Sá Grego

Francisco Mateus da Costa Neto

Gustavo Machado Tabatinga Junior