Sindicato e funcionários do BB paralisam agência Bezerra de Menezes

25


Conforme deliberação dos funcionários do Banco do Brasil da agência Bezerra de Menezes, apoiados pelo Sindicato dos Bancários do Ceará, o atendimento dessa agência foi paralisado na última sexta-feira, dia 9/11, até às 12 horas. A paralisação aconteceu em protesto pelas péssimas condições das relações de trabalho e descomissionamento de funcionários.


A postura do Banco do Brasil com o descomissionamento de uma funcionária da agência Bezerra de Menezes gerou revolta e preocupação para os funcionários, que temem que isso possa se tornar uma medida a ser usada em todas as agências no Estado. “Além da  precariedade no atendimento à população, na cobrança abusiva por metas, as condições de trabalho no Banco do Brasil estão ruins”, destacou Carlos Eduardo Bezerra, presidente do SEEB/CE.


Após dois dias de reuniões com os funcionários dessa unidade, o Sindicato encaminhou a deliberação dos colegas para que esse protesto fosse um elemento de tensionamento com o Banco do Brasil, para que o banco retome as vantagens das funções retiradas e que possa restabelecer  uma negociação visando melhorar  o clima das relações do trabalho na agência, gerando, também melhoria no atendimento à população.


Segundo Carlos Eduardo, “esse protesto da Agência Bezerra de Menezes marca uma postura de revolta dos funcionários do BB.  É uma luta, uma trincheira em defesa da sua remuneração, defesa da sua condição de trabalho, defesa de trabalho decente, defesa do bom atendimento à população. Nosso discurso é pra discutir primeiramente a condição que os funcionários tem para atender  e, na ausência dessa condição, os protestos vão continuar”.