Sindicato entrega antes do prazo ajustes nos cálculos pedidos pela Justiça

21


O Sindicato dos Bancários entregou na segunda, 3/8, os cálculos contendo todos os ajustes determinados na sentença, proferidas no último dia 8/7 pela juíza da 3ª Vara do Trabalho de Fortaleza. Encaminhou também documentos digitalizados comprovando que a informação prestada pelo Banco em relação a alguns substituídos, quanto ao período de comissionamento, é incorreta. Com esses ajustes, o valor total da ação passa a ser de R$ 887.017.000,00 (oitocentos e oitenta e sete milhões e dezessete mil reais), a preços de agosto de 2014.


PARA ENTENDER – Na sentença publicada em 08/07/2015, a juíza conclui suas considerações finais afirmando que “o proceder patronal, pois, traduz conduta frontalmente oposta à ideia de processo cooperativo, segundo a qual, para além da controvérsia existente entre as partes, estas devem atuar de maneira leal, de modo a facilitar a entrega da prestação, que, há 25 anos, vem sendo perseguida nesta demanda. Mantidas as discussões nos moldes em que vem se prologando há 17 anos, apenas nesta fase de liquidação, é possível visualizar que o feito nunca teria fim”.


Na contramão desse entendimento, a direção do BNB ingressou, no último dia 28/7, com embargos declaratórios com objetivos claros de protelar mais uma vez qualquer decisão sobre o processo. Isso caracteriza, na visão do Sindicato, litigância de má fé, mas a decisão continua nas mãos da juíza Raquel Carvalho Vasconcelos Souza, que em breve deverá se posicionar sobre os embargos do Banco e os ajustes relatados pelo SEEB/CE.