Sindicato informa à Caixa ausência remunerada de ex-gestor

39

O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, levou ao conhecimento da direção da Caixa Econômica Federal, na quarta-feira, dia 11/1, em Brasília, denúncias contra o ex-superintentende da Regional Fortaleza, Allan Pires de Aguiar. Destituído do cargo no início de 2007, ele não mais compareceu ao trabalho, mas continua recebendo remuneração como funcionário lotado naquela unidade.


O documento que relata o caso e pede providência à direção da empresa foi entregue à Superintendente Nacional de Responsabilidade Social, Empresarial e Relacionamento com os Empregados, Ana Telma Sobreira do Monte. O encontro do presidente do Sindicado com a executiva da Caixa contou com a presença de Jair Pedro Ferreira, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa).


Em seu relato, o SEEB/CE enfatiza que a ausência remunerada de Allan Pires “é do conhecimento dos demais empregados nas dependências da Caixa em Fortaleza, notadamente na Superintendência onde está lotado o referido empregado, circunstância essa que tem causado inquietação e inconformismo entre aqueles que têm ciência do fato”.


“Trata-se de um caso esdrúxulo e, acima de tudo, extremamente grave para uma empresa do porte e da natureza da Caixa, uma instituição pública, onde a legalidade e a moralidade não poderiam estar assim tão desprestigiadas, para não dizer ignoradas”, diz Carlos Eduardo.


Ao cobrar da empresa a apuração dos fatos, o Sindicato questiona qual a atual situação funcional do seu ex-gestor, onde ele esteve lotado e em que período exerceu de fato funções na Caixa desde janeiro de 2007, e se há atos administrativos atestando eventual afastamento da instituição, por cessão ou outro motivo.


Para Carlos Eduardo, “esse é o tipo de assunto sobre o qual a empresa não pode tergiversar e, tampouco, deixar de esclarecer da forma mais rápida e clara possível, porque diz respeito não só a cada bancário da Caixa como também a toda a sociedade”.