Sindicato luta por reintegração dos demitidos do Banco através de Acordo Coletivo

7


O Sindicato dos Bancários do Ceará continua insistindo na reintegração dos demitidos do BNB na gestão Byron Queiroz através da forma mais razoável e objetiva – via Acordo Coletivo de Trabalho. Para tanto inseriu na Pauta Específica de Reivindicações aprovada na último Congresso dos Funcionários da Instituição a cláusula nº 52º “Reintegração dos demitidos da Era FHC e Byron Queiroz”.


A reintegração de demitidos do BNB via Acordo Coletivo não é inédita, ocorreu pela primeira vez em 1992 beneficiando demitidos durante o Governo Collor. Desta feita, apoiada por deputados federais e senadores de vários partidos, a iniciativa ganha o reforço do senador petista José Pimentel, cujo entendimento é de que a forma mais rápida e viável de reintegrar demitidos é justamente através do Acordo Coletivo de Trabalho.


A afirmação do senador Pimentel foi feita durante reunião em seu gabinete com o Coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB, Tomaz de Aquino, e o representante da comissão de demitidos do BNB, José de Souza Junior.


Na reunião, Tomaz de Aquino fez a entrega ao senador de carta relatando como ocorreram as demissões do BNB acompanhada de relatórios sobre a tramitação de projetos de lei no Senado e na Câmara Federal, de autoria dos parlamentares Inácio Arruda e Chico Lopes (PC do B/CE). Tomaz forneceu ao senador José Pimentel cópias do acordo Coletivo de Trabalho do BNB de 1992 quando foram reintegrados todos os demitidos sem justa causa durante o Governo Collor.


O Senador petista citou o artigo 8º da Constituição Federal que respalda os Sindicatos nessa negociação e comprometeu-se a reforçar junto ao Presidente do BNB, Ary Joel Lanzarin, a reivindicação do SEEB-CE que prevê a reintegração dos 287 demitidos sem justa causa durante a gestão Byron Queiroz, “não só por ser legal e justa como também necessária diante da expansão operacional e administrativa que o BNB vem experimentando nos últimos anos” concluiu o Senador.