Sindicato mobiliza categoria contra ameaça de aumento da mensalidade

10


Dirigentes do Sindicato dos Bancários do Ceará estiveram nas agências do Banco do Brasil, no último dia 15/1, distribuindo o jornal Espelho Especial Cassi e mobilizando a categoria para impedir a intenção do Banco do Brasil de obrigar a Caixa de Assistência a aumentar a mensalidade dos associados em 50%, passando a cobrar 4,5% dos salários dos ativos ou dos benefícios dos aposentados.


O que era apenas boato, foi apresentado à Cassi pelos diretores indicados pelo banco, que propuseram suspender programas de saúde, tal como o PAC, plano que visa a dar tratamento adequado a cerca de 10 mil pacientes crônicos e reduzir o número de dias de internação. O banco quer equilibrar a situação da Cassi onerando somente os associados, segundo informação extraoficial obtida pela Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.


O Sindicato não aceita solução que onere somente os associados e defende um modelo de saúde mais avançado. Defende o aprofundamento da Estratégia de Saúde da Família, fortalecendo as Clinicassi, investindo na medicina preventiva, melhorando o atendimento aos associados e reduzindo despesas.


Para mais informações, acesse o link: http://goo.gl/vbL2xX


“Sem negociar com os trabalhadores, o Banco do Brasil quer impor aumento na nossa Caixa de Assistência, cortando direitos frontalmente. Mesmo com pressões do banco, nós dirigentes sindicais não vamos aceitar essa medida. É hora dos bancários se organizarem e, junto com o Sindicato, lutar pelo fortalecimento e preservação da Cassi”
José Eduardo Marinho, diretor do Sindicato e conselheiro da Cassi