Sindicato pressiona e agência BB da Praça dos Correios restabelece condições de trabalho

20


Após pressão do Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), a agência BB Praça dos Correios, teve restabelecido na quarta-feira, dia 17/4, o sistema de refrigeração parado há vários dias. A ação foi a resposta do SEEB/CE às denúncias sobre as péssimas condições de trabalho enfrentadas pelos funcionários do Banco do Brasil. A unidade vinha apresentando problemas no sistema de refrigeração, precarizando o ambiente para clientes e funcionários.


“O problema está minimamente resolvido, mas precisamos vigiar, pois a questão está diretamente relacionada à falta de manutenção do ar condicionado”, disse o presidente do SEEB/CE, Carlos Eduardo Bezerra, lembrando que a situação tem submetido todos os funcionários a uma condição de trabalho irregular, pois não cumpre os normativos do Ministério do Trabalho e Emprego quanto à climatização das agências.


O Sindicato apresentou a denúncia para a direção do BB em Fortaleza, cobrando solução urgente para o problema. Segundo o gerente-geral da agência e o gerente de administração, o banco já realizou licitação e a equipe de manutenção, que solucionou alguns vazamentos, normalizou a climatização na quarta-feira. Foi autorizada a aquisição de nove splits – quatro no primeiro andar e cinco no segundo – e projeto de troca das centrais de ar condicionado, o que vai ser monitorado junto com a administração do banco.


Em reunião com os funcionários da agência BB Praça dos Correios, o presidente do Sindicato, Carlos Eduardo Bezerra, mostrou como é importante a união Sindicato e funcionários para obtenção de soluções. Houve toda uma conjunção de esforços, partindo da ação do Delegado Sindical denunciando as péssimas condições da agência, a Superintendência repassou a queixa para o setor de engenharia e arquitetura do banco, e o serviço foi efetivado. “O Sindicato não aceita que os funcionários trabalhem nessas condições. Um banco que lucra 12 bilhões de reais e não consegue solucionar problemas estruturais recorrentes como o de refrigeração? Isso é inadmissível”, reforça o presidente do SEEB/CE.


O diretor do Sindicato, José Eduardo Marinho, enfatizou: “viemos cobrar e em boa parte as coisas foram atendidas, nossa expectativa é ter garantida uma condição climática para atender bem a população, em ambiente salutar para os funcionários e clientes”.


Diante da pressão do Sindicato atendendo uma demanda dos funcionários, constatou-se por todos que o problema emergencial estava solucionado. “No entanto, o Sindicato continuará vigilante para fiscalizar a efetividade dos procedimentos e para se certificar que o BB está cumprindo os normativos do MTE relativos às condições de funcionamento e respeitando os seus clientes e funcionários”, concluiu Carlos Eduardo Bezerra.