Sindicato questiona pagamento da PLR somente no dia 24/4

3


O Sindicato dos Bancários do Ceará, inconformado com a decisão da Diretoria do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) de somente creditar o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados de 2016 no dia 24 do corrente mês, reivindica imediatas e convincentes explicações sobre o assunto.


Historicamente, o BNB tem sido o último banco do sistema financeiro nacional a pagar a PLR de seu funcionalismo, o que ocorria sempre no início do mês seguinte à aprovação do balanço da Instituição pela Assembleia Geral dos Acionistas.


A aprovação dos resultados do BNB relativos ao exercício de 2016 ocorreu em assembleia realizada no último dia 24/3 e a expectativa do Sindicato e dos funcionários do BNB era que o crédito da PLR acontecesse na primeira semana deste mês de abril.


Tomaz reforça: “a menos que haja uma explicação convincente e amparada em dispositivo legal, qualquer outra justificativa será como um desrespeito ao corpo funcional, responsável direto pelos bons resultados obtidos pela Instituição em 2016”.


Além de pagar o direito dos trabalhadores com quase dois meses de atraso em relação a outros bancos, o BNB restringiu ainda a distribuição da PLR a um percentual inferior ao mínimo previsto na legislação, alegando o não alcance dos indicadores corporativos, determinados unilateralmente pela sua Diretoria.


PROTESTO – Para protestar contra o baixo valor da PLR a ser distribuído e o atraso no pagamento desse direito, o Sindicato dos Bancários do Ceará está orientando a realização de uma operação padrão a se iniciar no próximo dia 10/4, que deveria ser prazo máximo para o pagamento da PLR, considerando o transcurso de dez dias úteis contados da realização da assembleia de acionistas, como de praxe.


“Esse prazo sempre foi respeitado pelas direções anteriores do BNB”, recorda o diretor Tomaz de Aquino. A operação padrão que consistirá na rigorosa observância de todos os passos e prazos previstos nos manuais de procedimentos operacionais e administrativos em vigor na Empresa deverá ocorrer até a data anunciada para o crédito da PLR, ou seja, 24/4.


Sob o lema: “Não Atraso as Tarefas, cumpro o Padrão”, o Sindicato dos Bancários do Ceará espera incentivar os funcionários do BNB a valorizarem o seu trabalho, não aceitando pressão por metas abusivas e muito menos a extrapolação da jornada de trabalho.


“A revolta dos trabalhadores com o pagamento do direito apenas na última semana de abril é justa e tem integral solidariedade do Sindicato”
Tomaz de Aquino, coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB