Sindicato realiza pagamento de valores incontroversos para mais 60 bancários do BEC

30


No dia 5/7, o Sindicato dos Bancários do Ceará efetuou o pagamento de mais três lotes dos valores incontroversos de ação contra o Bradesco, por dois reajustes salariais não realizados pelo Banco do Estado do Ceará (BEC) nos acordos 1996/1997 e 1997/1998. Os cheques com os valores foram entregues durante um café da manhã, ocasião em que a entidade deu esclarecimentos sobre os trâmites de ação e sobre as deduções legais.


O diretor do Sindicato, Robério Ximenes lembrou que quase todos os lotes foram liberados. Dos 58 lotes da ação, cada um com 20 beneficiários, já foram entregues 56 lotes totalizando mais de 1.100 ex-becistas.


Cerca de 1.200 bancários são beneficiários dessa ação, que foi repartida em 58 execuções separadas por lotes de, em média, 20 bancários cada um. Esses são valores incontroversos liberados, que representam os valores que não estão sendo discutido judicialmente. No entanto, os valores totais da ação continuam sendo postulados pelo Sindicato em favor dos funcionários do BEC e prossegue seu curso na Justiça.


“Hoje é um dia histórico para todos nós, tanto direção do Sindicato como para os ex-becistas beneficiários dessa ação judicial. É muito satisfatório chegar a um momento como esse, de devolução de uma parte do direito do trabalhador usurpado pelo banco”, ressaltou Robério Ximenes.


O que postula a ação – O Sindicato ajuizou essa ação em 1998, pedindo o pagamento de dois reajustes salariais que o Banco do Estado do Ceará (BEC), não realizou na época, nas Convenções Coletivas de 1996/97 e 1997/98, e que fossem feitos esses reflexos, ou reajustes que o BEC não realizou, junto às verbas salariais, como 13º, férias, FGTS. Enfim, todos os benefícios previstos pela legislação trabalhista e pelas Convenções Coletivas dos Bancários.