Sindicato reapresenta Projeto de Segurança na Câmara de Caucaia

21


A luta pela aprovação de leis municipais que garantam aos cidadãos e trabalhadores mais segurança nas agências, continua. Essa tem sido a proposta do Sindicato dos Bancários do Ceará para criação do Estatuto Municipal de Segurança Bancária em todos os municípios do Estado. No último dia 9/11, dirigentes do Sindicato mais uma vez entregaram a proposta do Estatuto à Câmara de Vereadores de Caucaia.


Esse mesmo projeto já havia sido apresentado e defendido em audiência pública solicitada pela entidade, em junho de 2013. Na época, os vereadores de Caucaia anunciaram estudo para a criação de referido projeto de lei, mas o projeto não saiu do papel.


Só que a insegurança nas agências continua. Neste último período foram registradas três mortes decorrentes de ataques a bancos em Caucaia, o último com morte de um cliente no interior da agência.


Os diretores do Sindicato, José Eduardo Marinho e Bosco Mota entregaram o Projeto do Estatuto ao presidente da Câmara de Caucaia, vereador Silvio de Alencar Martins e pediram urgência na sua tramitação, para que bancários e clientes tenham mais segurança nas agências. Em Fortaleza, esse projeto virou a lei 9.910/2012.


O Estatuto de Segurança Bancária prevê obrigações aos bancos visando garantir privacidade no atendimento com divisórias, biombos, controle de acesso através das portas de segurança, vigilantes e monitoramento com câmeras internas e externas, entre outras, todas com punições severas pelo descumprimento.


“O maior ataque não é explosão de agências, nem arrombamento de caixas, é a saidinha bancária, que atinge diretamente o usuário do banco. A ação dos bandidos está chegando cada vez mais aos grandes municípios, como os da Região Metropolitana. A população não tem segurança, pois o bandido sabe até os centavos que o cliente sacou”
Bosco Mota, diretor do Sindicato e funcionário do Banco do Brasil