Sindicato reivindica convocação de concursados de 2014 pelo BNB

24


Com a iminência de expirar o prazo para o concurso realizado pelo Banco do Nordeste do Brasil S/A (BNB) ano de 2014, o Sindicato dos Bancários do Ceará está mais uma vez reivindicando da Direção do Banco a imediata convocação dos admitidos no certame.


O prazo do concurso termina em 4 de julho deste ano, após ter sido prorrogado, vez que a validade inicial era de apenas dois anos.


A argumentação do Sindicato dos Bancários para validar o pedido de convocação baseia-se em dados da realidade verificados diariamente mediante visitas a agências do Banco na capital e no interior. É comum nessas visitas feitas por diretores do Sindicato constatar o caos no atendimento, ocasionado pela carência de pessoal. Funcionários sendo obrigados a prorrogar a jornada quase todos os dias, gerando adoecimento do trabalhador e custos adicionais para a Empresa.

PID – Comenta-se nas dependências do BNB a realização de um novo Programa de Incentivo ao Desligamento (PID). “Nada oficial, mas pelos dados bem exatos divulgados entre funcionários que integram o público alvo do Programa, há de se crer que realmente esteja sendo gestado esse novo PID”, avalia Tomaz de Aquino, Diretor do SEEB-CE e Coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB).


“Fala-se que dentro do orçamento do Banco estaria reservada uma verba suficiente para “incentivar” 298 funcionários a se desligarem do Banco. Como não se tem o valor dessa verba indenizatória, fica difícil prever como e quanto seria esse incentivo”, afirma Tomaz.


O PID versão 2018 estaria sendo negociado junto a Secretaria de Controle das Estatais (SEST) e no seu bojo estaria assegurado preenchimento de todas as vagas deixadas pelos aderentes ao novo Programa.

“Se há algum compromisso da Direção do BNB em preencher as vagas criadas com o PID com os concursados de 2014, será necessária então uma nova prorrogação do prazo do ultimo concurso, uma vez que o Programa de Incentivo ao Desligamento deste ano só teria como se viabilizar no segundo semestre.
Tomaz de Aquino, diretor do SEEB-CE e coordenador da CNFBNB