SINDICATO REIVINDICA GARANTIA DO PLANO DE SAÚDE PARA APOSENTADOS

11


O Sindicato dos Bancários do Ceará enviou na última quinta-feira, 11 de outubro, ofício ao Diretor Administrativo e de TI do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) reivindicando a inclusão formal na proposta do novo Programa de Incentivo ao Desligamento (PID-2018) de garantias de manutenção do Plano de Saúde da Camed aos aposentados que aderirem ao Programa.


A iniciativa do Sindicato tem por objetivo preservar o direito dos funcionários de possíveis consequências negativas produzidas pela CGPAR 23, mesmo que essa medida esteja temporariamente suspensa por decisão judicial de caráter liminar. Busca também igualar procedimentos adotados por outra Instituição financeira pública – Caixa Econômica Federal – que na mais recente edição de seu Plano de Demissão Voluntária assegurou taxativamente o benefício aos seus empregados que aderiram ao PDVE.


ORIENTAÇÃO – Enquanto não houver um pronunciamento oficial da Direção do BNB sobre a reivindicação relativa à manutenção do Plano de Saúde, a orientação do Sindicato é refletir bem sobre a adesão, postergando-a até o momento em que a situação esteja definitivamente clara. Como o prazo inicial de manifestação vai até o dia 12 de novembro, é perfeitamente razoável que o BNB agilize o seu posionamento e equacione a situação bem antes do término desse prazo.


Quanto às demais condições do PID-2018, o Sindicato reafirma não entrar no mérito de valores indenizatórios, mesmo porque, por princípio, é contrário ao desligamento de trabalhadores e luta por mais contratados e nunca pela redução de quadros.


“Entendemos ser uma condição de foro íntimo a decisão individual de cada um sobre adesão ou não ao Programa, salientando o momento político de incertezas e de ameaças que paira sobre os trabalhadores das estatais no País”
Tomaz de Aquino, diretor do Sindicato e coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB)