Sindicato reúne empregados da Caixa para debater PDVE

13


No último dia 2/8, o Sindicato dos Bancários do Ceará reuniu-se com os empregados da Caixa Econômica Federal para dialogar sobre o Programa de Demissão Voluntária Extraordinário (PDVE), reeditado no mês de junho pelo banco. Os Diretores do Sindicato Marcos Saraiva, Rochael Almeida e Túlio Menezes, e o advogado Vianey Martins tiraram dúvidas sobre questões jurídicas, econômicas e políticas que implicam neste PDV.


Os empregados na reunião tiveram esclarecimentos sobre vários temas, como Saúde Caixa, ficou esclarecido que o plano é vitalício, mesmo após a adesão ao PDVE. Sobre o funcionamento das CCVs da Caixa, mostrou-se que é um instrumento de conciliação, onde o Sindicato atua como mediador, caso não haja acordo, a ação judicial terá continuidade.


Sobre o benefício da Funcef, após aposentadoria, lembrou-se que é preciso o empregado prestar atenção no seu plano (Reg Replan – saldado ou não saldado) e acrescentar o benefício do INSS, para finalmente ter seu valor de aposentadoria. É preciso fazer simulações, antes de decidir. Também deve-se analisar as regras da aposentadoria pelo INSS, que exigem tempo de serviço e idade para garantir o benefício.


PÚBLICO ALVO – Podem aderir ao programa os empregados aposentados pelo INSS até a data de desligamento, sem exigência de tempo mínimo de efetivo exercício na Caixa; os aptos a se aposentarem pelo INSS até 30 de dezembro, também sem exigência de tempo; os com, no mínimo, 15 anos de trabalho na Caixa, no contrato de trabalho vigente, até a data de desligamento; ou ainda os com adicional de incorporação de função de confiança/cargo em comissão/função gratificada até a data de desligamento, também sem exigência de tempo na Caixa.


“Diante do plano de demissões (PDVE), queremos garantia dos direitos dos trabalhadores que saírem e exigimos reposição do quadro. Vamos continuar numa grande resistência junto com o movimento nacional, firmes na luta por mais empregados para Caixa, mais Caixa para o Brasil!”
Marcos Saraiva, diretor do Sindicato e da Fenae, e empregado  da Caixa