Sindicato visita unidades atingidas pela reestruturação

18


O Sindicato dos Bancários do Ceará realizou na terça-feira, 19/4, visitas a diversos locais de trabalho no Edifício Sede e no Edifício Pessoa Anta, da Caixa Econômica Federal para debater reestruturação, implantada unilateralmente pelo banco. Participaram das reuniões os diretores Marcos Saraiva, Rochael Sousa e Samuel Brandão.


“Os empregados estão muito apreensivos, tanto pela reestruturação quanto por conta da instabilidade política que o País atravessa. Todos estão temendo a possibilidade de descomissonamentos e de haver transferências unilaterais”, relatou Marcos Saraiva, diretor do Sindicato e representante da Fetrafi/NE na CEE/Caixa. Durante a reunião com os trabalhadores, o dirigente deu informes sobre a última negociação com o Banco que aconteceu dia 14 e abordou a reestruturação.


“A direção da Caixa está apostando na redução e vetou a suspensão da reestruturação, assim como novas convocações de concursados. Entretanto, nós acreditamos que para construir uma Caixa mais forte temos de investir no crescimento do banco. Mais agências, mais empregados nas unidades e nas áreas que dão suporte, para dar melhores condições de atendimento. A Caixa é mais forte quando atinge mais gente e cumpre seu importante papel social. Esse é o banco que queremos”, afirma Marcos Saraiva.


“Atravessamos um momento muito delicado politicamente e a Caixa, como maior banco social da América Latina e a melhor ferramenta para implantação das políticas públicas do governo federal, não pode ser atingida. Nosso Sindicato entrou em defesa dos seus empregados, estamos fazendo várias reuniões com os bancários e, caso a empresa não recue com a reestruturação, seus funcionários irão cruzar os braços”, finalizou Rochael Sousa, diretor do Sindicato e da Apcef/CE.