Sindicato volta a cobrar substituição de diretores

6


Com a renúncia do presidente Ary Joel e a designação para o cargo do Diretor Administrativo, Nelson Antônio de Souza, a expectativa do Sindicato dos Bancários do Ceará é que o governo federal aproveite a oportunidade para afastar diretores da gestão Roberto Smith, denunciados pelo Ministério Público Federal pela prática de irregularidades.


As denúncias envolvem operações responsáveis por prejuízo superior a R$ 1 bilhão, recursos que poderiam estar beneficiando micro e pequenos empreendedores nordestinos. As irregularidades golpeiam a imagem do BNB, cuja missão de desenvolver o Nordeste fica comprometida face os escândalos divulgados nacionalmente pela imprensa.


Outra preocupação do Sindicato dos Bancários tem a ver com a disputa política acirrada pela indicação de novos dirigentes, inclusive no escalão de superintendentes. É preciso vontade firme do novo presidente do BNB para não ceder a pressões e fazer as substituições considerando perfil técnico para cada função.


O SEEB/CE teme que se repitam os velhos arranjos que normalmente penalizam a CAPEF e a CAMED, utilizadas para abrigar altos comissionados que perderam suas funções no Banco.




==========


“A Capef e a Camed não podem se transformar em cabides de emprego para abrigar descomissionados do alto escalão do Banco”
Tomaz de Aquino, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e coordenador da CNFBNB)