Sociedade se une em defesa da Amazônia

63

Após se depararem com a situação de devastação da Amazônia, atores que participam da minissérie “Amazônia – de Galvez a Chico Mendes”, Christiane Torloni, Juca de Oliveira e Victor Fasano, criaram um manifesto em defesa da preservação da região. Intitulado “Amazônia para sempre”, o documento apela para o cumprimento do § 4º, do Artigo 225 da Constituição Federal, onde está exposto que essa região é patrimônio nacional a ser protegido.

A Amazônia é a maior região florestal e hidrográfica do mundo. Ocupa grande parte do hemisfério setentrional da América do Sul. Segundo Violeta Loureiro, professora da Universidade Federal do Pará, a maior riqueza da região, a biodiversidade, não é respeitada pelas políticas públicas nacionais. “O modelo econômico posto em ação na região tem ignorado e menosprezado a diversidade dos inúmeros ecossistemas amazônicos”, afirma ela no artigo “Amazônia: uma história de perdas e danos, um futuro a (re)construir”.

A região vem sofrendo um processo intenso de exploração e desmatamento ao longo dos anos, principalmente por causa das atividades ilegais de madeireiros e garimpeiros. Do seu território total, 16% sofreram desmatamento. “Os impactos desse processo são graves, ameaçando a biodiversidade com a extinção de espécies animais e vegetais, interferindo negativamente no ciclo natural dos rios e aumentando a liberação dos gases que provocam o efeito estufa (aquecimento global da temperatura pela crescente presença de poluentes na atmosfera)”, é o que afirma o pesquisador Philip Fearnside em artigo publicado no site Canal Ciência.

Campanha da Fraternidade

Em sua 47º edição, a Campanha da Fraternidade (CF) deste ano alerta para os problemas existentes na Amazônia e para o cotidiano das comunidades locais. A campanha é uma iniciativa da Igreja Católica através da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e tem como tema “Fraternidade e Amazônia”.

A Igreja Católica elege todos os anos um tema para ser refletido durante a Quaresma, quarenta dias que antecedem a Páscoa. Tendo como lema “Vida e missão neste chão”, a campanha convoca a sociedade brasileira a pensar nas conseqüências do uso desmedido dos recursos naturais da região. “A destruição da Amazônia nos atinge diretamente desde a água que precisamos ao ar que respiramos, isto nos chama a rever nossos critérios e práticas de uso dos bens comuns e, ao mesmo tempo, nos chama à co-responsabilidade”, alerta a articuladora arquidiocesana de Fortaleza da CF, Rosélia Follmann.

O movimento “Amazônia para sempre” pretende mobilizar a sociedade na luta em defesa da Floresta Amazônica e no reconhecimento dela como patrimônio cultural e histórico. Para assinar o manifesto, deve-se acessar o site www.amazoniaparasempre.com.br ou mandar um e-mail para assine@amazoniaparasempre.com.br. O documento será entregue ao Presidente Lula para que sejam tomadas as devidas providências.