Tabela sofre correção de 4,5% em janeiro

40

A nova tabela do Imposto de Renda passa a vigorar em janeiro/08 e irá corrigir em 4,5% as faixas de incidência do tributo, o que proporcionará um pequeno ganho mensal no salário do contribuinte.


A faixa de isenção será elevada de R$ 1.313,69 para R$ 1.372,81 por mês. Já a alíquota de 15% irá incidir sobre os ganhos entre R$ 1.372,82 e R$ 2.743,25. Até dezembro de 2007, essa faixa vai de R$ 1.313.70 até R$ 2.625,12. A maior alíquota, de 27,5%, passará a incidir sobre os salários acima de R$ 2.743,25, contra os R$ 2.625,12 anteriores.


Com a elevação das faixas, o IR retido na fonte será menor. Isso representa um desconto menor no salário do trabalhador com registro em carteira. Quem ganha R$ 2.800,00 (já descontada a contribuição ao INSS e a dedução por dependente), tem retido ao mês R$ 245,14. Com a nova tabela, o desconto passará a ser de R$ 221,52, o que dará um ganho de R$ 23,62 por mês ou R$ 307,06 no ano (incluindo o 13º salário).


Para a declaração anual do IR, no entanto, essa nova tabela só será válida em 2009. Para a declaração do IRPF 2008 (ano-base 2007) os limites serão os que vigoraram em 2007.


O reajuste na tabela foi dado a partir de um acordo feito entre centrais sindicais e o governo federal no final de 2006. Ficou acertado correção de 4,5% entre 2007 e 2010. Com isso, a faixa de isenção irá subir anualmente e em 2010 será de R$ 1.499,15 por mês.