Também no Banco do Brasil o lucro é crescente…

14

O lucro líquido do Banco do Brasil atingiu R$ 2,347 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa um crescimento de 66,6% em relação ao R$ 1,409 bilhão registrado no mesmo período de 2007. Este valor já fora superado: no primeiro trimestre de 2006 quando a instituição lucrou R$ 2,526 bilhões.


O Banco do Brasil encerrou março com R$ 25,407 bilhões de patrimônio líquido, alta de 17,4% na comparação com março do ano passado e 4,7% superior a dezembro daquele mesmo exercício.


Estes dados publicados recentemente só demonstram a enorme contradição com o ambiente interno em que trabalham seus empregados. Houve a redução de mais de 1.000 caixas. O ritmo de trabalho é de tal intensidade que os danos à saúde se tornam visíveis. O que é rotina em banco privado se tornou prática no BB: pressão por metas abusivas e assédio moral se tornaram uma constante.


O movimento “Acorda BB”, organizado pela Contraf-CUT e encampado pelos Sindicatos, protesta contra este estado de coisas e levanta alternativas para a correção destas graves distorções que são resultado das chamadas “ações estruturantes” perpetradas contra o funcionalismo desta empresa que, pelo seu histórico e pela conjuntura (pleno governo Lula), deveria ser um paradigma de ambiente de trabalho.


Por estas razões, o dirigente da Contraf-CUT, Sérgio Braga Vilas Boas, em brilhante artigo recente, comparou as condições de trabalho atuais do banco com as que foram genialmente caricaturadas por Charles Chaplin em “Tempos Modernos” : o homem triturado pela máquina. E o recado da Contraf-CUT é o mesmo do Sindicato dos Bancários do Ceará: um banco público não pode se expor ao desplante de práticas estas e outras tais como a exploração nos call centers e a não contratação de funcionários concursados. Afinal, não estamos mais na Idade da Pedra Lascada, ou estamos?


Assim, o Sindicato continuará articuladamente com a Contraf-CUT a mobilizar, protestar e tentar reverter este quadro que agride inclusive à própria Instituição Banco do Brasil enquanto banco público.