Taxa de desemprego cai para 10,1% em outubro, mostram Dieese e Seade

25

A taxa de desemprego em sete regiões metropolitanas (São Paulo, Salvador, Recife, Porto Alegre, Fortaleza, Belo Horizonte e Distrito Federal) caiu de 10,6% da população economicamente ativa (PEA), em setembro, para 10,1%, em outubro. É o menor índice desde janeiro de 2009, quando a apuração passou a ser feita também na região metropolitana de Fortaleza.


Os dados são da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). O nível de ocupação nas sete regiões ficou praticamente estável em 0,3%, com a geração de 66 mil vagas, mas, no conjunto, diminuiu o número de pessoas em busca de emprego.


Houve uma redução na PEA de 56 mil pessoas. Com isso, o total de desempregados nas sete regiões teve uma redução de 122 mil, totalizando 2,240 milhões ante 2,362 milhões verificados na pesquisa anterior.

Fortaleza – As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED/RMF), em outubro de 2011, mostram elevação ocupacional e redução do número de desempregados, em comparação com o mês anterior. Segue crescendo o emprego com carteira assinada e, em setembro, houve ampliação do rendimento médio real. O comportamento da taxa de desemprego total apresentou redução, de 8,9%, em setembro, para 8,3% da População Economicamente Ativa (PEA), em outubro/11.


A ampliação do volume de ocupações (9 mil), pelo sexto mês consecutivo, elevou a estimativa de ocupados para 1.662 mil pessoas, a maior da série histórica da pesquisa, iniciada em dezembro de 2008. A geração de postos de trabalho ocorreu em praticamente todos os setores: Serviços (12 mil), Comércio (3 mil) e, em menor intensidade, Construção Civil (1 mil) e agregado Outros Setores (1mil). A exceção foi a Indústria, que eliminou 8 mil postos de trabalho, interrompendo a trajetória de crescimento deste setor, iniciada em abril de 2011. Destaca-se que o setor de Serviços registrou o maior contingente de ocupados na série da pesquisa (766 mil).