Terra ficará até 4 graus mais quente pela ação do homem

68

A Terra vai se tornar mais quente até o ano de 2100, o que significa aumento do nível do mar e catástrofes naturais mais intensas, isso é o que diz o relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, em inglês) divulgado recentemente em Paris, na França.

Segundo o relatório, “a emissão de gases de efeito estufa nas taxas atuais ou maiores têm 90% de chance de causar aquecimento global e alterações climáticas durante o século 21 maiores do que aquelas observadas no século 20”. De acordo com os especialistas do IPCC, as principais causas do aquecimento global são as emissões e o aumento da concentração de dióxido de carbono, principalmente por causa do uso de combustíveis fósseis, como o petróleo. O dióxido de carbono se concentra na atmosfera impedindo a saída do calor, causando o efeito estufa.

O aquecimento global terá influência direta sobre catástrofes naturais. Haverá dias e noites mais frios e aumento de tempestades e chuvas fortes. Além disso, os especialistas alertam para o aumento do nível do mar, com o derretimento de geleiras. O relatório informa que é muito possível que ondas de calor extremo e fortes precipitações de chuvas se tornem cada vez mais freqüentes. Os tufões e furacões vão se tornar menos freqüentes, porém mais intensos.

O relatório ainda atesta que, apesar de que os índices de gases de efeito estufa e aerossóis têm se mantido estáveis nos últimos anos, a concentração desses gases deve causar um aquecimento de 0,1 grau por década nos próximos 20 anos. Nos países do hemisfério norte, o aquecimento será mais intenso do que nos do hemisfério sul.