Trabalhadores devem manter mobilização contra a reforma da Previdência

17


Após grandes manifestações realizadas em dezembro e toda a pressão da sociedade contra a reforma da Previdência, o governo recuou e anunciou o adiamento da votação das famigeradas medidas para fevereiro.  O fato de o governo golpista bater cabeça sobre a votação é fruto da mobilização dos trabalhadores, que estão em estado de greve e da população em geral, já que 85% são contra a reforma e os políticos estão com medo das urnas. Adiada ou não a votação, vamos manter a luta contra o fim da aposentadoria convidando bancários a mandarem mensagem aos deputados pelo site napressao.org.br. Confira abaixo as mudanças que o governo golpista quer fazer:

 


O QUE VEM POR AÍ COM A REFORMA


• Idade mínima: 62 anos/mulheres e 65/homens.


• E vai piorar: emenda à reforma prevê que a cada 4 anos de aumento da expectativa de vida, haverá aumento de 1 ano na idade mínima para a aposentadoria. Com isso, você corre o risco de se aposentar somente aos 70 anos.


• Expectativa de vida é desigual! Um morador dos Jardins vive em média 79,4 anos, enquanto no Jardim Ângela vive 55,7 anos. (Mapa da Desigualdade/Rede Nossa São Paulo).


• Aposentadoria integral só com 40 anos de contribuição.


• O cálculo do valor do benefício vai levar em conta todos os salários, inclusive os mais baixos, do começo da carreira. Hoje, leva em conta a média dos 80% maiores salários.