Trabalhadores reforçam protestos em negociação

35

Durante a negociação da quinta-feira, dia 22/1, entre os representantes dos trabalhadores e do banco Santander, foram intensificados os protestos contra as demissões ocorridas recentemente. Os representantes dos trabalhadores entregaram um documento por escrito manifestando a indignação. A carta, direcionada ao presidente do Grupo Santander Brasil, Fábio Barbosa, expressa o sentimento de revolta dos bancários com a atitude do banco.


O representante do banco Gilberto Trazzi recebeu o documento constrangido e negou os boatos de que novas dispensas ocorreriam no dia 27/1 e no Carnaval. E disse que o número não chegou a 400. No entanto, os trabalhadores expressaram seu desapontamento com as demissões e exigiram imediatamente a suspensão das dispensas e o respeito aos trabalhadores brasileiros.

APOSENTADORIA – O Santander afirmou durante a negociação que o programa de antecipação de aposentadoria para os trabalhadores que estão próximos de requerer o benefício está em fase final e será apresentado na próxima negociação, marcada para 29/1.

ADITIVO – O banco anunciou a prorrogação do aditivo para até 30/1.

PLR – Os trabalhadores reivindicaram uma PLR melhor e que a segunda parcela seja paga na folha de fevereiro, já que o balanço deverá ser publicado no dia 6/2. O representante do banco vai estudar a possibilidade.

AUXÍLIO-EDUCAÇÃO – O banco iniciará nos próximos dias as inscrições para o programa de bolsa de estudo, que cobre 50% da mensalidade, até o teto de R$ 330,00.