Trabalhadores saem às ruas em defesa da democracia

9


Uma grande manifestação no dia 8/12, reuniu centrais sindicais, movimento sociais, estudantes, lideranças sindicais, políticos e movimento das mulheres exigindo o #ForaCunha e afirmando que #Nãovaitergolpe. Todos na luta contra o processo de impeachment, em favor da democracia e em defesa da saída imediata do deputado Eduardo Cunha da presidência da Câmara.  Os dirigentes do Sindicato dos Bancários do Ceará também participaram da manifestação, na Praça da Imprensa, em Fortaleza.


Os manifestantes tomaram as ruas laterais da Praça da Imprensa, fizeram panfletagem nos sinais, saíram em caminhada até o prédio da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e durante o percurso gritaram palavras de ordem em apoio ao mandato da presidenta Dilma, repúdio a Eduardo Cunha e o desejo por um novo modelo de desenvolvimento.  O grupo Levante Popular da Juventude levantou o coro “Cunha é o grande inimigo do povo” e outras palavras de ordem tomaram conta da manifestação.


“Nós, do movimento sindical bancário, forjados na luta pela democracia, defendemos que está na hora do Brasil mudar a agenda, gerando mais emprego, mais justiça social e distribuição de renda. Defendemos um projeto e por isso rechaçamos essa tentativa de golpe, e vamos às ruas em defesa da democracia”, disse Carlos Eduardo Bezerra, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará.

 


As ruas pedem #ForaCunha!


Atolado em escândalos de corrupção e representante da pauta mais conservadora, Eduardo Cunha não tem moral para conduzir o processo de impeachment, nem para presidir a Câmara dos Deputados. Contas na Suíça, fortes acusações de lavagem de dinheiro são crimes não explicados por ele.


No dia 16/12, a Frente Brasil Popular reunirá novamente militantes nas ruas em defesa da democracia. Em Fortaleza a concentração será na Praça da Bandeira, às 14 horas.