UMA SEMANA DE VITÓRIAS PARA OS TRABALHADORES

23


Carlos Eduardo, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará


A luta dos trabalhadores no ano de 2019 não tem sido fácil, mas na última semana, os bancários puderam comemorar algumas vitórias importantes.


No dia 26/11, após uma rodada de negociação com a Fenaban que durou mais de 10h, o Comando Nacional dos Bancários conseguiu aprovar uma proposta que neutraliza os efeitos da Medida Provisória (MP) 905/2019 para a categoria bancária. O Comando garantiu a manutenção da jornada de segunda a sexta-feira, que não haverá aumento de jornada e que a PLR continuará sendo negociada com os sindicatos. O trabalho aos sábados somente será permitido se houver negociação com o movimento sindical, assim como acontecia antes da MP.


Mas essa vitória não foi fácil. A Fenaban insistia numa proposta que reduzia direitos definidos, inclusive, na CCT. Aceitar a proposta apresentada inicialmente pelos banqueiros era o mesmo que aceitar a implantação da MP e nós, como Comando Nacional, não concordamos. Apresentamos uma proposta de aditivo à nossa CCT que garante os direitos e deixamos claro que não poderíamos fazer um acordo deste, pois seria reabrir as negociações de termos já negociados e definidos em acordo coletivo. A negociação se prolongou durante todo o dia e houve várias pausas para que as partes discutissem entre si as propostas e contrapropostas que eram apresentadas. Ao final, conquistamos a garantia dos nossos direitos.


Outra importante vitória conquistada essa semana foi a aprovação da proposta de recuperação da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil, Cassi, em consulta realizada ao corpo social entre os dias 18 e 28/11. Considerando apenas votos válidos, a proposta foi aprovada com 67,42% dos votos. Esse resultado representa uma vitória importantíssima pois, além de salvar a Cassi ainda dificulta o caminho do governo para uma possível tentativa de privatização do Banco do Brasil. Além disso, a votação e aprovação expressiva corroboram uma proposta elaborada conjuntamente entre as entidades de representação que mantém o caráter solidário da Cassi, onde quem ganha mais contribui com mais e quem ganha menos, com menos.


Por fim, no dia 22/11, tivemos uma ótima notícia com a reeleição de Rita Serrano para representante dos empregados da Caixa para o Conselho de Administração, com uma votação superior aos 81%. A votação expressiva dos empregados da Caixa dá reconhecimento ao trabalho feito por Rita no último mandato, que esteve à frente de todas as lutas envolvendo a defesa dos direitos dos trabalhadores do banco, votando inclusive contra o teto no Saúde Caixa, a transformação da Caixa em S.A, a privatização das operações, entre outros. Mas além disso, essa vitória representa um importante ato de resistência necessária em defesa da Caixa 100% pública.


Todos esses fatos reforçam a importância da mobilização e unidade da nossa categoria em defesa dos direitos, dos bancos públicos e da nossa Convenção Coletiva. Isso mostra que unidos e mobilizados somos mais fortes. Conquistamos essas vitórias porque estávamos juntos e a força da nossa mobilização é o que deve prevalecer nesse momento de ataque às entidades e à classe trabalhadora. Só a luta nos garante!