Unidade da categoria foi a decisão da Plenária da Contraf-CUT

19

A Plenária da Contraf-CUT, que aconteceu no dia 25/3, para começar a discutir a estratégia da Campanha Nacional do Ramo Financeiro de 2008, decidiu por unanimidade ampliar a estratégia de unidade, trabalhando para a construção de uma única mesa de negociação que reúna todos os trabalhadores organizados do sistema financeiro, independentemente de filiação partidária ou a que central sindical estejam ligados.


“Independentemente das diferenças de concepções, consideramos que é necessário avançar na unidade. Temos clara nossa concepção classista, de um lado na campanha estão os trabalhadores organizados para defender seus direitos, lutar por aumento real e melhores condições de trabalho e saúde. De outro, o patrão”, afirma Vagner Freitas, presidente da Contraf-CUT.


Para ampliar ainda mais essa primeira discussão, em cerca de 15 dias será convocada reunião do Comando Nacional, em que são agregadas outras forças políticas além dos associados à Contraf-CUT.

Ramo – Um dos pontos principais também da estratégia deste ano é a construção do Ramo Financeiro, agregar à Convenção Coletiva Nacional todos os trabalhadores do sistema financeiro.

Segurança – Nas discussões que ocorreram na plenária, foi destacada a violência que atinge os bancários, com assaltos, seqüestros e morte nos locais de trabalho. Para conhecer e adotar medidas contra este problema foi pedido para que os sindicatos repassem à Contraf-CUT informações mensais de ataques a bancários. Deve ser feita ainda pesquisa sobre segurança em agências e postos de trabalho. Outra medida é que as entidades de representação dos trabalhadores enviem cartas para as secretarias de segurança locais denunciando o que vem acontecendo e exigindo a cobrança de medidas efetivas.


Para Ribamar Pacheco, vice-presidente da FETEC/NE, “esta atividade representou o primeiro passo organizativo para a construção da campanha salarial 2008, onde nosso principal objetivo será buscar a unidade de todos os setores que de forma organizada fazem a defesa dos trabalhadores”, afirmou.

Congressos de bancos – Outra proposta aprovada foi fazer as discussões específicas dos bancos junto com a Conferência Nacional.

Plenária na Caixa Federal – Será proposto ainda para o Comando Nacional a realização de uma plenária nacional de caráter organizativo dos empregados da Caixa Econômica Federal para discutir o Plano de Cargos e Salários.