Unidade é estratégia para Campanha 2018, apontam funcionários do BNB

23


O XXIV Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) terminou no sábado, dia 19/5, com uma certeza estratégica: “é preciso unidade e mobilização, mais do que nunca, para defender os direitos conquistados”. O Congresso reuniu cerca de 100 delegados de todo o Nordeste e aconteceu em Fortaleza, nos dias 18 e 19/5.


Além da estratégia geral para a Campanha Nacional 2018, os funcionários do BNB elencaram alguns pontos específicos importantes, como a manutenção dos direitos conquistados em acordo coletivo e defenderam a luta por algumas conquistas: mais formação; processos de concorrência mais transparentes; mais condições de trabalho para os funcionários que exercem atividades de campo; garantia de direitos em casos de reestruturação; Camed, Capef e PLR para todos e inclusão de todos os funcionários do Banco no Acordo Coletivo, sem levar em conta o conceito de remuneração hipersuficiente.


O CONGRESSO – Durante o primeiro dia, 18/5, os funcionários debateram a conjuntura e os desafios da campanha 2018. O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo, destacou que “é tudo por todos até o dia 31 de agosto”, enfatizando que a luta é para garantir todos os direitos conquistados até aqui. Durante a tarde do dia 18, a economista do Dieese/SP, Bárbara Vasquez, falou sobre A Nova Lei Trabalhista e os Impactos na Vida dos Trabalhadores.


No sábado, 19/5, a plenária final debateu a pauta específica dos funcionários a ser entregue ao Banco. “Uma das nossas lutas é pela valorização do funcionário do BNB. Mas para isso, precisamos defender a democracia, assegurar os direitos que já foram conquistados até aqui e só com unidade é que vamos garantir tudo isso”, avalia Tomaz de Aquino, diretor do Sindicato e coordenador da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB).