UNIDADE E RESISTÊNCIA SERÃO NOSSAS PALAVRAS DE ORDEM!

46


O ano de 2018 foi muito difícil para o Brasil, especialmente para nós, trabalhadores. Durante todo o ano, o movimento sindical se articulou e levou milhares de trabalhadores às ruas para protestar contra as reformas propostas pelo governo e ainda estamos na luta pela defesa da nossa Previdência e pelo nosso direito de se aposentar.


A luta também foi em defesa dos direitos conquistados pela classe trabalhadora ao longo de sua história. Direitos esses que foram esfacelados pela reforma trabalhista, que em novembro último completou um ano de vigência com um contingente de mais de 12 milhões de desempregados e outros tantos sofrendo com o subemprego.


Numa extrema demonstração de força e unidade e, principalmente, de poder de negociação, nós bancários conquistamos aumento real acima da média das demais categorias e todos os direitos presentes na nossa Convenção Coletiva de Trabalho, garantindo nossas conquistas por dois anos para todos os trabalhadores, inclusive os considerados hipersuficientes pela nova lei. Além disso, a categoria bancária esteve unida contra o fechamento de agências e demissões, reivindicando melhores condições de trabalho e denunciando irregularidades.


Por sua vez, o ano de 2019 trará novos desafios. O trabalhador brasileiro sabe o quanto é importante a união, resistência e a mobilização para construção de uma sociedade justa e igualitária para todos. Estamos certos de que o ano que se aproxima também será um ano repleto de difíceis lutas. Mas temos esperança de dias melhores. O Brasil merece mais segurança, saúde, qualidade de vida, justiça social e trabalho digno!


Resistiremos por um país melhor para todos os brasileiros!

Carlos Eduardo, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará