Vamos fortalecer nossa unidade Todos Por Tudo!

35


“A organização da categoria juntamente com o Sindicato é importante para fortalecer a nossa luta em defesa dos nossos direitos. Companheiros, só a luta

nos garante e agora é Todos Por Tudo”
José Eduardo Marinho, presidente em exercício do SEEB/CE


A primeira rodada de negociação da Campanha Nacional Unificada 2018 será na próxima quinta-feira, dia 28, quando estarão reunidos o Comando Nacional dos Bancários com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), em São Paulo. Com a nova lei trabalhista de Temer, a Convenção Coletiva de Trabalho dos bancários vale até 31 de agosto; o Comando já entregou um pré-acordo e quer que seja aceito e se faça ultratividade entre as partes.


A categoria cobra aumento real de salário e demais verbas, PLR maior, defesa da CCT para todos e a manutenção dos direitos, dos empregos e que qualquer alteração na forma de contratação seja através de negociação coletiva. São também prioridades, o fim do assédio moral e a defesa intransigente dos bancos públicos e da sua função social para o desenvolvimento do País.


Os bancos tem plenas condições de atender as reivindicações da categoria, pois tiveram quase 34% nos lucros no ano passado, mais de 20% no primeiro trimestre deste ano, dos que participam da mesa de negociação com os bancários: BB, Caixa, Itaú, Bradesco e Santander.


A defesa do emprego, dos salários e de todos os direitos dos trabalhadores é função intrínseca do papel dos sindicatos, que mobiliza e organiza a categoria para enfrentar os desafios da campanha salarial. Neste momento, é preciso fortalecer a representação dos trabalhadores, que acertadamente fechou aquele acordo de dois anos, para proteger os bancários da instabilidade do País, vivida após o golpe.