Visitas ao Interior constatam urgência do ponto eletrônico

17

Visitas realizadas pelos diretores do SEEB/CE às agências do BNB no interior do Estado constataram ser cada vez mais urgente a instalação do ponto eletrônico nas unidades bancárias com atendimento direto ao cliente. Os diretores Tomaz de Aquino, Océlio Silveira, Cláudio Rocha e Mateus Neto receberam pessoalmente de colegas lotados em agências da Região Norte e Serra da Ibiapaba reivindicações para que se acelere a implantação do ponto eletrônico como forma de garantir a jornada de 6 horas ou o recebimento das horas extras, quando demandadas pela administração das unidades.


Proposta de pré-acordo sobre o ponto eletrônico foi acertada entre a CNFBNB/Contraf-CUT e a direção do BNB, ainda no segundo semestre do ano passado. Quando os Sindicatos se preparavam para convocar as assembleias que deliberariam sobre a questão, o Banco solicitou o adiamento da decisão, alegando portaria do Ministério do Trabalho, publicada também no segundo semestre de 2009, determinado nova regulamentação sobre o uso do ponto eletrônico, inclusive sobre o tipo de equipamento a ser utilizado.


Esse adiamento vem prejudicando os funcionários, principalmente os de agências, onde há acúmulo de serviços demandados pelo próprio Governo Federal, face o papel social do BNB, exige extrapolação de jornada de trabalho, algumas vezes acima das duas horas extras legalmente permitidas e também, em alguns casos, sem a devida contrapartida pecuniária, dadas as restrições orçamentárias para cobrir despesas apresentadas pela própria direção do BNB.