COE Bradesco exige do Banco medidas mais rigorosas contra Covid-19

116

 

Em reunião virtual entre Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco e representantes do Banco, na manhã desta quinta-feira, 10 de fevereiro, foram reivindicadas medidas enérgicas que garantam a segurança sanitária e, consequentemente, a saúde e a vida da categoria. Anteriormente, um protocolo de segurança contra Covid-19 foi negociado e aprovado entre COE Bradesco e Banco, no entanto, com o agravamento da disseminação do vírus nos últimos meses, providências mais rigorosas devem ser adotadas.

A representação dos trabalhadores solicitou a suspensão de visitas a clientes neste momento de alta de casos de infecção; o controle de acesso às agências bancárias, para garantir o distanciamento dos clientes e funcionários; o fornecimento de máscaras N95, que são compatíveis com o alto índice de contágio; e a testagem de todos os trabalhadores da agência, bancários e terceirizados.

Para Telmo Nunes, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e funcionário do Bradesco, é extremamente necessário que os gerentes bancários cumpram, na íntegra, o protocolo firmado entre o Banco e o movimento sindical: “só assim poderemos afastar, ao máximo, o risco de contaminação entre funcionários, clientes e usuários. É um momento de preocupação em que todos nós devemos ter cuidado com as nossas vidas. Lembramos e pedimos, também, que todos os funcionários usem as suas máscaras, álcool em gel e mantenham o afastamento necessário”. O diretor enfatizou, ainda, que o sindicato ficará atento e irá fiscalizar as ações nas agências bancárias.

 

Fonte: Seeb CE com informações da Contraf-CUT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here