Contraf-CUT indica aprovação do relatório Cassi 2022

139

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) orienta a aprovação do Relatório Anual da Caixa de Assistência dos funcionários do Banco do Brasil (Cassi). A votação começou nesta segunda-feira (17) e vai até as 18 horas do dia 28 de abril. Todos os associados e associadas à Cassi podem votar pelo site, SISBB, App ou terminais de autoatendimento do BB (saiba como votar em cada plataforma).

O funcionário do BB e secretário-geral da Contraf-CUT, Gustavo Tabatinga Junior, explicou que o documento, que reflete na íntegra a realidade do balanço patrimonial da entidade no exercício de 2022, foi aprovado pelos conselhos Deliberativo e Fiscal da Cassi e por uma auditoria independente. “A Contraf-CUT entende que os associados devem votar pela aprovação do relatório porque, além de refletir a realidade atual da entidade, trouxe avanços em pontos que sempre defendemos que fossem priorizados, como expansão da oferta da Atenção Primária à Saúde (APS), também conhecida como Estratégia Saúde da Família”, completou.

O foco da atenção primária é na prevenção de doenças, favorecendo a coordenação do cuidado e o uso eficiente dos recursos assistenciais. Segundo levantamento da própria Cassi, os serviços de APS conseguem resolver de 75% a 85% das demandas de saúde da população. “Além do reforço às estratégias de prevenção, que ao mesmo tempo em que possibilita melhor qualidade de vida para os associados reduz os custos dos planos de saúde da Cassi, o relatório inclui a fortalecimento e expansão das CliniCassi e da rede credenciada, com a contratação de médicos especializados”, observou Gustavo Tabatinga.

A Cassi concluiu o ano de 2022 com Reservas Financeiras de R$ 3,729 bilhões, o que, segundo a entidade, lhe permite segurança de operação. “Esse dado financeiro nos dá uma certa tranquilidade para pensarmos juntamente com os patrocinadores, associados e Banco do Brasil, uma forma de custeio que garanta perenidade e sustentabilidade à Cassi”, pontuou o secretário-geral.

Fonte: Contraf-CUT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here