Epidemia de interinidade ataca o Banco do Nordeste

67

Todo mundo sabe que desde o final de setembro de 2021 o Banco do Nordeste está sendo comandado por presidentes interinos; o que por si só já é um grande problema, já que o banco é responsável por políticas desenvolvimentistas de longo prazo para a nossa região e sempre que chega um novo interino, este muda drasticamente tudo que o interino anterior havia planejado para o futuro da instituição, e assim o futuro do banco mais importante para o nosso povo é redesenhado a cada três ou quatro meses, o que resulta em paralisia institucional interina, mas que se não tratada em tempo hábil, pode evoluir para permanente.

O que as autoridades estão ocultando é que aquilo que parecia ser apenas um caso isolado da interinidade já amplamente conhecida e controlada pelos cientistas ganhou caráter epidêmico desde meados de janeiro do corrente ano, e começou a se espalhar muito rapidamente por outros cargos estratégicos do banco, como é o caso de várias superintendências.

De fato, o vírus da interinidade que está infectando todo o Banco do Nordeste age de forma muito parecida com o da covid-19 no Brasil, que foi trazido para o país pela parcela mais privilegiada da sociedade, mas que rapidamente começou a afetar principalmente os mais humildes.

Como o número de casos de interinidade disparou a partir do último dia 17 de janeiro, a suspeita dos cientistas é que uma nova variante do vírus, mais contagiosa, tenha sido levada ao banco de desenvolvimento pelo atual presidente interino (paciente zero), mas que já afeta de forma muito mais contundente a população mais simples que está perdendo o chão, ao ver que valores como ética, transparência e meritocracia, sempre tão disseminados e cobrados deles pela instituição, estão sendo jogados no lixo nos processos de concorrência interna, já fortemente afetados pela epidemia.

Uma característica que chama muita atenção nessa nova variante do vírus da interinidade é que ela é seletiva, pois só se tornam interinos de grandes funções os amiguinhos do paciente zero, e os apadrinhados do Valdemar da Costa Neto e do Almirante Flávio Rocha, cujos currículos os tornam incapazes de vencer concorrências internas limpas, enquanto benebeanos capazes de assumir e desempenhar com excelência qualquer função no banco são mantidos na geladeira.

Outra característica curiosa dessa variante é que as interinidades por ela provocadas se diferenciam das anteriores por serem por tempo indeterminado, como se fossem efetividades, e de acordo com fontes próximas da cúpula do banco regional, algumas nomeações efetivas só ocorreram porque alguns concorrentes mais capazes inesperadamente se retiraram interinamente de algumas concorrências, apenas para que os menos capazes interinamente pudessem ser selecionados como efetivos. Algumas vítimas desse processo inflamatório institucional dizem que ouviram a voz do Senhor dizendo que deveriam fazer aquela caridade para garantir os bons lugares que já tinham conquistado no paraíso, e que a voz do Senhor parecia muito com a do paciente zero.

Talvez seja uma boa ideia mudar o nome do sistema Promova-se para Remova-se, interinamente, para refletir melhor a situação epidêmica atual. (sic)

O caso mais intrigante de interinidade provocado pela nova variante do vírus é, sem dúvida nenhuma, o do Alexandre Borges Cabral, que foi agraciado com a Superintendência de Estratégia e Organização do Banco do Nordeste, interinamente por tempo indeterminado, mesmo sendo investigado no TCU por desvios na Casa da Moeda da ordem de 2,2 BILHÕES de Reais, enquanto alguns poucos funcionários perdem suas funções e ficam anos sem poder concorrer a outras por terem emitido alguns cheques pré-datados sem saldo suficiente nas datas previstas.

Seria isso a tal meritocracia, que premia quem pensa grande e pune quem pensa pequeno? (sic)

E no meio de todo esse caos o paciente zero cravou que não haverá novos concursos no Banco para repor os funcionários que estão se aposentando, e que isso não iria prejudicar o atendimento à população. Cogita-se transferir o atendimento das microempresas e dos mini produtores rurais para o Crediamigo e Agroamigo, respectivamente. Não poderia ser diferente na atual gestão do BNB e do país, já que adoram substituir empregos efetivos por empregos interinos.

A boa notícia do momento é que a vacina contra esse vírus tão perigoso para o Banco do Nordeste e para o povo nordestino já está sendo desenvolvida e as duas doses já estarão disponíveis para todos no próximo mês de outubro, mas com a possibilidade de o problema ser resolvido com dose única.

Por Robson Luis Andrade Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here