Luta pelo Brasil e pela democracia

81

Carlos Eduardo, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará

Durante a 23ª Conferência Nacional dos Bancários, realizada virtualmente nos dias 3 e 4 de setembro, foi deliberada uma resolução de engajamento da categoria nas manifestações e atividades em defesa da democracia e dos direitos, organizadas pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo, junto às centrais sindicais, contra os desmandos do governo Bolsonaro e tudo o que ele representa.

Diante dos atuais ataques contra a democracia, às instituições do Estado, o patrimônio público, ao exercício da liberdade e da cidadania e, principalmente, aos direitos sociais e trabalhistas, o movimento sindical defende a intensificação da organização e da mobilização da classe trabalhadora na resistência contra a ascensão do pensamento golpista de cunho fascista e do neoliberalismo, que atentam contra as garantias democráticas e sociais. Este pensamento e esta postura de governo têm levado milhões de brasileiros à fome e ao desemprego.

A cada dia que vamos ao supermercado, vemos que os preços dos produtos, principalmente dos alimentos, estão mais caros. O dinheiro que antes dava para encher um carrinho de compras, hoje é o que se gasta com o básico para, no máximo, alguns dias. Enquanto isso, para agravar a situação, os salários não acompanham as altas de preços e os trabalhadores, a cada reforma, a cada medida do governo, perdem mais direitos e mais poder de compra.

Os males que estamos tendo que enfrentar têm suas origens nas políticas implementadas pelo governo Bolsonaro, que beneficia o mercado financeiro e os empresários e prejudica os trabalhadores. Sem política de geração de emprego e renda ou qualquer outra política de desenvolvimento do país, nossa situação está cada vez mais precarizada e temos de reagir.

No próximo dia 2 de outubro, as Centrais Sindicais (CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, CSP-Conlutas, Intersindical e Pública), partidos democráticos e mais de 80 entidades representadas pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, estão organizando um grande ato Fora Bolsonaro que já têm concentração marcada em várias localidades pelo país. Em Fortaleza, a concentração acontece a partir das 9h, na Praça da Bandeira. É importante lembrar que, para quem for ao ato, deve priorizar a segurança física e sanitária com o uso de máscara e álcool em gel.

É fundamental que nos engajemos nesse protesto da forma que for possível: nas praças, locais de trabalho, terminais de transporte público, redes sociais etc., pois a cada dia que Bolsonaro permanece no poder, o Brasil afunda ainda mais na crise sanitária, econômica e política, criada por esse governo, que gerou desemprego, desalento, fome, carestia e morte.

A classe trabalhadora exige direitos, renda, comida, saúde, democracia, respeito à vida, à soberania, preservação das estatais e dos serviços públicos, eleições livres e, principalmente, justiça social. Esse é o dia para irmos às ruas mostrarmos nossa indignação e cobrarmos do Congresso Nacional a imediata abertura do processo de impeachment para que Bolsonaro seja afastado e seus crimes apurados e julgados.

Vamos ocupar as ruas em protesto contra o caos que Bolsonaro representa. #VidaÉLuta!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here