Marcha da Classe Trabalhadora acontece em Brasília, no dia 22/5

13

Trabalhadoras e trabalhadores das mais diversas categorias vão se reunir, em Brasília, no dia 22 de maio, para a Marcha da Classe Trabalhadora, organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outras representações sindicais.

Com o tema “Dignidade para quem faz o Estado”, os marchantes se concentrarão às 8h, em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha, de onde partirão às 10h em direção à Esplanada dos Ministérios.

O objetivo é apresentar ao presidente Lula e ao Congresso Nacional uma agenda que garanta o pleno emprego, melhores salários e o desenvolvimento econômico e social do país. Dentre as bandeiras de lutas, estão a revogação das reformas Trabalhista e da Previdência, a revogação do Novo Ensino Médio, e a valorização do serviço público, além da valorização do salário-mínimo e das aposentadorias. “Levaremos ao povo, ao Congresso Nacional, ao Judiciário e aos ministros a nossa pauta, que será atualizada em uma grande plenária unitária das centrais sindicais. Lançaremos nossas agendas Legislativa e Judiciária, para garantir e ampliar direitos da classe trabalhadora”, afirmou o presidente da CUT, Sérgio Nobre, nas suas redes sociais.

Nobre revelou ainda que na plenária unitária das centrais sindicais será produzida uma agenda permanente de mobilização dentro do Congresso Nacional. “Diante dos ataques da extrema direita aos projetos de interesse dos trabalhadores e trabalhadoras, em tramitação na Câmara de Deputados e no Senado, vamos para dentro do Parlamento, fortalecer a bancada de deputados e senadores que defendem os nossos projetos. A ação unitária do dia 22 também vai destacar e reforçar a solidariedade do movimento sindical à população do Rio Grande do Sul. Desde o início das enchentes, sindicatos e entidades estão na linha de frente com acolhimento, atendimento, abrigo e doações. O povo gaúcho precisará reconstruir cidades inteiras, o que exigirá muita luta também para preservar empregos e garantir direitos e renda aos trabalhadores e trabalhadoras daquele estado”, disse.

“22 de maio é dia de luta em Brasília para defender a pauta da classe trabalhadora”, convocou o presidente nacional da CUT, Sérgio Nobre.

Fonte: Contraf-CUT, com informações da CUT Nacional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here