Outros Toques

49

Outros Toques


Ladeira a baixo

A gestão de Bolsonaro (PL) é considerada “ruim” ou “péssima” por 53% dos brasileiros. Os dados são da pesquisa PoderData realizada nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro deste ano. O trabalho do presidente tem alta taxa de reprovação até entre os evangélicos, segmento religioso em que Bolsonaro apresenta a melhor avaliação (41% dos evangélicos disseram considerar o trabalho de Bolsonaro “ruim” ou “péssimo”). Já entre os católicos a reprovação é superior à média nacional: 58% avaliam como “ruim” ou “péssimo”. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Prova de vida

Os cerca de 36 milhões de aposentados, pensionistas e outros titulares de benefícios pagos pelo INSS não terão que fazer mais a prova de vida presencialmente. A partir de agora, a prova de vida será feita pelo próprio governo, que consultará bases de dados públicas e privadas para saber se a pessoa está viva: renovação da carteira de identidade, renovação do passaporte, renovação do título de eleitor ou comprovação de votação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), renovação ou emissão de carteira da CNH, registros de vacinação e de atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS). O INSS tem até o dia 31/12/22 para implementar as mudanças necessárias.

Foi Golpe!

Seis anos depois Dilma Rousseff ter sido destituída de um mandato legitimamente conquistado nas urnas, um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, reconhece o golpe. O “motivo real” de impeachment de Dilma foi falta de apoio político, não pedaladas, afirmou Barroso, em artigo para a edição de estreia da revista do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), como mostra a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. E o assunto passou a ocupar os primeiros lugares entre os mais comentados no Twitter, a hashtag #FoiGolpe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here