Sindicalistas da América Latina fazem manifestação em defesa dos bancos públicos

73

Durante toda a manhã do dia 28/6, sindicalistas da Aliança Latino-Americana em Defesa dos Bancos Públicos se reuniu no centro financeiro da cidade de Fortaleza, no bairro Aldeota, numa grande manifestação em defesa dos bancos públicos. O evento fez parte da 5ª Conferência UNI Américas, que ocorre até a próxima quinta-feira, 30/6, reunindo cerca de 600 dirigentes sindicais de 24 países e 124 organizações.

A concentração aconteceu em frente a uma unidade do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), maior financiador de microcrédito da América Latina, reunindo diversos sindicalistas do Brasil e do mundo para falar sobre a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento dos países latino-americanos.

Em seguida, os manifestantes seguiram em passeata visitando as principais agências de bancos públicos da região. O ato foi encerrado em frente ao prédio da Superintendência Regional do Banco do Brasil.

“Estamos aqui para mostrar a toda a população a importância dos bancos públicos, pois sem eles não há desenvolvimento. Os bancos públicos viabilizam a realização do sonho da casa própria, financiam as micro e pequenas empresas, o empreendedor individual, oferecem financiamento estudantil, fizeram a economia funcionar em plena pandemia pagando benefícios àqueles que mais precisavam, levando comida ao prato do brasileiro. Precisamos defender essas instituições da sanha privatista desse desgoverno”, destacou o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará e da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Nordeste (Fetrafi/NE), Carlos Eduardo.

“Não é de hoje que enfatizamos o papel fundamental dos bancos públicos no desenvolvimento do país, mas, no atual cenário, devemos defender a nossa democracia, pois sem democracia não há direitos trabalhistas, não há empresas públicas e por isso, nas próximas eleições precisamos eleger representantes progressistas e um governo alinhado com a nossa luta”, ressaltou a presidente da Contraf-CUT, Juvândia Moreira.

Participaram da manifestação, representantes de diversos sindicatos de bancários do Brasil, da UNI Sindicato Global, da UNI Finanças, UNI Américas, além de representantes de sindicatos e centrais sindicais da Argentina, Colômbia, Peru, Chile e outros países da América Latina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here