Sindicato se reúne com o Banco do Brasil para negociação local

51

Na manhã do dia 5 de maio, diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará e da Comissão de Empresas do Nordeste estiveram em reunião de negociação com a Gestão de Pessoas do Banco do Brasil, para tratar de demandas locais dos trabalhadores do BB.

Dentre as pautas apresentas estão: o novo formato de Gestão de Desempenho Profissional (GDP), campanha de conscientização realizada pelo sindicato para a manutenção do uso de máscara, metas para caixas (principalmente em relação a DJO), metas nos tempos de férias e O CONEXÃO.

 

  • Gestão de Desempenho Profissional (GDP)

O sindicato questionou a Gepes sobre o novo formato de GDP, o programa de metas, principalmente em relação ao quadro de funcionários em home office.

O banco informou que o sistema utilizado hoje é um sistema feito para as pessoas que já são detentoras de carteiras e que fala sobre vendas individuais, qualidade do atendimento, sendo uma forma mais objetiva de mensurar se cada pessoa está batendo as metas.

A instrução normativa que trata da questão é a IN 374, que definem metas com indicadores que são compostas por vendas individuais, qualidade no atendimento e analisa, também, fatores de comportamento como treinamento. Quando o funcionário não consegue ser mensurado por esses itens, há uma mensuração pela da própria agência através do Conexão – o sistema de metas do banco.

A Gepes explicou que o sistema passou por modificações para tentar individualizar ainda mais as metas de casa funcionário.

O movimento sindical tem uma crítica severa às metas individuais, pois acredita que os objetivos devem ser atingidos por todos na agência, de acordo com seu grau de responsabilidade e de carreira/função.

 

  • Cobrança de metas do DJO (Depósito Judicial Ouro) para os caixas

Foi solicitado o fornecimento, pelo banco, de capacitação para os funcionários que são caixas das agências, para que eles possam desempenhar melhor a atividade quanto a esse tipo de serviço que está sendo exigido. Outro tema debatido dento da pauta de cobrança de metas foi a exposição de ranking, algo que não é permitido pela Convenção Coletiva de Trabalho.

 

  • Quadro de Funcionários

Também foram elencadas algumas agências no interior do estado que estão sobrecarregadas de serviço e com quantidade insuficiente de funcionários para suprir a demanda. Mauriti, Barro e Missão Velha foram alguns dos municípios citados. O banco relatou que já são 46 novos bancários que tomaram posse, tendo mais 4 qualificados que estão aguardando a posse e mais 12 que, provavelmente, serão convocados nos próximos meses.

 

  • Férias e Sistema Conexão:

Outra pauta debatida foi a cobrança da manutenção de resultados e desempenho de carteiras de comissionados, mesmo quando estes saem de férias. O não atingimento dessas carteiras (por motivo de férias do empregado responsável) o faz cair no item das metas. Essa é uma crítica que foi apresentada em âmbito local, mas que também será levada para âmbito da mesa de negociação nacional.

 

  • Demais temas:

O sistema de remoção voltou a funcionar, podendo os funcionários interessados poderem pleitear a remoção através do sistema.

Também foram abordados temas relacionados a processos judiciais e programas de adoecimentos na pauta de saúde.

 

Estiveram presente na reunião, representando o Sindicato dos Bancários do Ceará, o presidente Carlos Eduardo e os diretores José Eduardo Marinho, Roger Medeiros, Jannayna Lima, Nicodemos Ferreira. Sandra Trajano esteve representando a Comissão de Empresas pelo Nordeste. Pelo Banco do Brasil, Marcelo Barquet e Pedro Manoel representaram a Gepes Regional Nordeste.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here