Sindicatos cobram e Santander anuncia novas medidas de proteção à Covid-19

169

Desde o início da segunda onda da pandemia que os sindicatos de bancários vêm pressionando o Santander para adotar medidas de proteção aos bancários do banco.

Diante da pressão das entidades o banco adotou algumas medidas, tais como o fechamento temporário de unidades nas próximas duas semanas e a redução do horário de atendimento ao público que será agora até às 14h. O Santander também se comprometeu a orientar os clientes, enviando comunicação específica para que privilegiem o uso de canais digitais. As equipes das unidades temporariamente fechadas poderão ser direcionadas para ajudar no atendimento aos clientes de forma remota.

Estarão fechadas no Ceará as seguintes unidades: Praça Portugal, Praça do Ferreira, PAB da Universidade Federal do Ceará (UFC), Av. Desembargador Moreira, URB Dom Pedro I, URB Virgílio Távora, PA Shopping Benfica, Instituto do Câncer do Ceará (ICC), PAB UFC Saúde, PAB UFC Reitoria e PAB Santa Casa de Misericórdia.

“Além dessas medidas, é muito importante que o Santander cumpra, para as agências que permanecem abertas, os protocolos de prevenção e proteção contra a Covid 19, para que os bancários possam trabalhar com um pouco mais de tranquilidade”, destacou o secretário de Saúde do Sindicato e funcionário do Santander, Eugênio Silva.

“A pressão das entidades foi fundamental para que o Santander adotasse as medidas, atendendo nossas reivindicações, para que os funcionários do Santander sintam-se amenizados com as pressões em seu local de trabalho em decorrência do atendimento durante a pandemia”, finaliza Aílson Duarte, diretor do Sindicato e da Fetrafi/NE.

Fonte: SEEB/CE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here