Bancários mantém estado de greve pela vacinação da categoria

40

Reunidos em assembleia virtual na noite desta segunda-feira, dia 7/6, os bancários definiram, por ampla maioria, pela manutenção do estado de greve, como forma de pressão para que os bancários possam ser incluídos no Plano Nacional de Imunização (PNI) como categoria prioritária.

Os bancários realizam nesta terça-feira, dia 8/6, um dia de luta para conscientizar a sociedade da importância e da necessidade da vacinação da categoria.

Desde a assembleia realizada no último dia 1º/6, os bancários do Ceará têm realizado uma série de atividades para incluir a categoria como prioritária na vacinação. No dia 2/6 a categoria realizou um dia de luta no corredor da Aldeota e durante a semana foram enviados ofícios aos municípios do Estado, reuniões com a Câmara Municipal, Aprece e Ministério Público para levar o pleito dos bancários às diversas instâncias de poder.

Os bancários estão mantendo o estado de greve e negociando, paralelamente com a Fenaban, e poder público para incluir a categoria na vacinação.

“Estamos convencidos que trabalhamos num ambiente insalubre, em ambientes fechados, com pouca troca de ventilação de ar, e achamos que estaríamos automaticamente, incluídos entre as categorias prioritárias, mas não fomos incluídos, mesmo tendo trabalhado durante toda a pandemia e até aos sábados. É preciso deixar claro também que o governo Bolsonaro é o responsável por não termos vacina suficiente para todos os brasileiros. E se você tem um parente ou um amigo que morreu por conta de uma doença que já existe vacina, isso também é culpa do governo Bolsonaro. Já são quase 500 mil famílias enlutadas em todo o país”, destacou o diretor do Sindicato, Marcos Saraiva.

“O Sindicato tem lutado desde o primeiro dia da pandemia pela saúde dos bancários e agora nossa luta é pela vacina. Temos que construir um movimento forte para conquistarmos mais essa vitória. Nenhum movimento social se solidifica sem organização e nós estamos encaminhando essa luta pela vacinação da nossa categoria procurando construir de forma coletiva o melhor caminho para alcançarmos nosso objetivo”, finalizou o presidente do Sindicato, Carlos Eduardo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here