Bancários, o momento exige unidade e luta pela Caixa 100% Pública

14



Empregados da Caixa, juntamente com movimentos sociais, sob coordenação da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), vão promover na quinta-feira, dia 7/12, a ocupação de diversas unidades do banco público, entregando também carta aberta à população destacando a importância do banco público para o país e a necessidade de que permaneça 100% público.


Nesse dia todos os empregados devem vestir vermelho em ato de protesto, simbolizando a raiva contra os ataques da direção do banco, que age sob as ordens do governo golpista Temer.


Um grande ataque de Temer contra a Caixa 100% Pública e sua função social, contra os empregados, empregos e direitos já tem data prevista, é a próxima reunião do Conselho de Administração do banco, que deve ser realizada no dia 7/12, quando uma mudança no estatuto, se aprovada, pode transformar a Caixa em sociedade anônima, abrindo caminho para a abertura de capital e privatização.

Outros ataques à Caixa


Entre outros ataques de Temer à Caixa e seus empregados está a intenção de impor teto de gastos com o Saúde Caixa, plano de saúde dos trabalhadores. Além disso, a direção do banco já revogou o RH 151, que assegurava a incorporação de função para empregados comissionados por 10 anos ou mais. Em negociação com representantes dos empregados, a direção do banco negou garantia de emprego, da incorporação de função, entre outras reivindicações.


Também foi implantado, sem qualquer negociação com os representantes dos empregados, o programa Bônus Caixa, que promove a desvalorização dos salários na renda total do trabalhador, segrega os empregados, impõe metas individuais, aumenta o adoecimento e incentiva a competição entre colegas.

 


Source: Noticia58