BANCO DO BRASIL: bancários aprovam Acordo Emergencial da Covid-19

169

Os funcionários do Banco do Brasil no Ceará aprovaram por 92,68% de votos a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho Emergencial (Pandemia Covid-19), em assembleia virtual realizada na quarta-feira, dia 10/3. Apenas 5,69% discordaram do acordo, enquanto 1,63% se abstiveram. Em todo o Brasil o índice de aprovação foi de 93,74% dos votos.

O acordo estabelece o não descomissionamento por desempenho enquanto perdurar a pandemia e anistia de 10% do saldo total de horas negativas a compensar em decorrência do afastamento do trabalho para conter o contágio e a propagação do novo coronavírus. Também foi ampliado o prazo de 18 meses para a compensação.

A renovação do acordo era uma demanda vinda dos funcionários que foi negociada pelo Comando Nacional dos Bancários com o Banco do Brasil. “Foi importante aprovarmos a renovação do acordo. Existem 3.500 funcionários com horas a compensar que estavam apreensivos. A não aprovação poderia gerar uma corrida pelo retorno ao trabalho presencial, que na atual conjuntura da pandemia seria um desastre!”, avaliou o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga.

Com a aprovação nas assembleias, o próximo passo será o encaminhamento para a assinatura do acordo aprovado.

A renovação desse acordo é uma conquista muito importante para os trabalhadores, fruto de um árduo processo de negociação. Em tempos de pandemia, a nossa prioridade deve ser os cuidados com a saúde de todos, funcionários e clientes”, avalia o presidente do Sindicato, Carlos Eduardo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here