Banco do Brasil: Sindicato cobra do novo Superintendente solução para agências fechadas

23



Na última terça-feira, 14/11, o novo Superintendente do Banco do Brasil no Ceará, Amauri Aguiar de Vasconcelos, visitou a sede do Sindicato dos Bancários, acompanhado de gestores do BB.  Eles foram recepcionados pelo presidente do SEEB/CE, Carlos Eduardo Bezerra e pelos diretores/funcionários do BB, José Eduardo Marinho, Bosco Mota, Jannayna Lima e Valdir Maciel.


Na ocasião os dirigentes do Sindicato deram as boas vindas e debateram uma pauta ampla, passando por agências explodidas, a falta de bancários, a situação das agências fechadas, estruturas físicas e a falta de condições de trabalho.


O Sindicato exigiu a reabertura imediata das agências, que estão sem atender ou atendem parcialmente e sem numerário, para sanar os problemas para os bancários e para os municípios que estão sem atendimento bancário há bastante tempo.


Na reunião, o Sindicato apontou também vários problemas físicos em dependências no Interior e na Capital, cobrando solução imediata.


As providências urgentes solicitadas foram para as agências fechadas ou sem condições de trabalho:


Antonina do Norte – agência explodida, funcionando na sala da Prefeitura;
Assaré – agência explodida e em condições péssimas, mas funcionários trabalhando;
Nova Olinda – agência explodida sem funcionar;
Saboeiro – agência explodida;
Catunda – agência explodida;
Madalena – agência explodida;
Pedra Branca – agência explodida;
Cedro – agência explodida;
Missão Velha – agência explodida;
Pereiro – agência explodida;
Capistrano – agência explodida, mas funcionando sem numerário;
Milhã – agência explodida;
Redenção – agência explodida, mas funcionando na Unilab sem numerário; 
Senador Pompeu – agência explodida, funcionando parcialmente;
Hidrolândia – agência explodida;
Ipueiras – agência explodida, com funcionamento parcial na Prefeitura;
Tejuçuoca – agência explodida;
Aiuaba – agência explodida;
Araripe – agência explodida;
Carius – agência explodida; Independência – agência explodida;
Monsenhor Tabosa – agência explodida;
Novo Oriente – agência explodida;
Ocara – agência explodida, funcionamento parcial;
Aracati – agência explodida, funcionando com sobrecarga de clientes de outros municípios;
Icapuí – agência explodida, funcionando na sala da Prefeitura, sem numerário;
Jaguaretama – agência explodida;
Jaguaruana – agência explodida, funcionando parcialmente sem numerário;
Barreira – agência explodida, funcionamento parcial sem numerário;
Jaguaribara – agência explodida, funcionando parcialmente precariamente;
Chorozinho – agência arrombada, funcionando sem numerário;
Itapiúna – agência explodida;
Pindoretama – agência arrombada, funcionando sem numerário;
São João do Jaguaribe – agência explodida, mas funcionando sem numerário.


 


Source: Noticia58