Banco do Brasil: Sindicato reuniu mais nove grupos para acordo do anuênio

11



Nesta terça-feira, 17/4, o Sindicato dos Bancários do Ceará, reuniu funcionários do Banco do Brasil, beneficiários da ação do anuênio, para tratar de acordo proposto pelo banco. O encontro reuniu mais 9 grupos do processo de execução e contou com adesão da maioria ao acordo.


O que postula a ação – Em 1998, o Banco do Brasil retirou o anuênio de todos os funcionários e o Sindicato entrou com ação pedindo o restabelecimento do pagamento do anuênio e o pagamento das repercussões das diferenças do benefício sobre outras verbas: férias, 13º salário, FGTS, repouso semanal remunerado, licença prêmio, folgas, gratificação de função, adicional noturno, adicional de periculosidade, adicional de transferências, comissões, horas extras e verbas rescisórias e pagamento da fração das contribuições que deixaram de ser prestadas à PREVI.


Após o processo de execução ter decisão favorável em todas as instâncias, afirmando que o Banco teria de alterar os valores calculados por ele anteriormente, o BB procurou o Sindicato dos Bancários e, após várias tratativas foram firmados os termos de um acordo, em que o banco está apresentando valores com base nos cálculos apresentados pelo Sindicato na ação de execução.


Lembra o diretor do Sindicato, José Eduardo Marinho, que o acordo é de adesão individual e, para aqueles que não o aceitarem, o processo continua na Justiça. “Ainda não há uma previsão de quando os próximos lotes serão chamados, mas é importante que os beneficiários da ação mantenham seu cadastro atualizado junto ao Sindicato, facilitando nosso contato”, completou.


“O acordo do anuênio é uma conquista da nossa luta em favor dos colegas do BB. Temos valores individualizados propostos pelo Banco, após o Sindicato ter ganhado em diversas cortes judiciais. Mas, o mais importante é termos uma boa solução desse passivo para os funcionários do BB” disse Carlos Eduardo, presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará.


 


Source: Noticia57