BNB: Adiamento de Assembleia de Acionistas atrasa pagamento da PLR 2018

10


O Sindicato  dos Bancários do Ceará tomou conhecimento extraoficialmente do adiamento da Assembleia Geral  Ordinária (AGO) que iria aprovar os resultados  do Banco do Nordeste do Brasil  (BNB) relativos ao exercício  de 2018, do dia 29 de março para o próximo dia 25 de abril.


O adiamento da Assembleia provocará atraso no pagamento da segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) devida aos funcionários,  causando prejuízo para o orçamento familiar dos benebeanos.


O Sindicato não sabe os motivos do adiamento, embora escute versões de que a causa tenha sido uma necessária revisão do balanço para refletir com transparência e fidedignidade o desempenho alcançado pela Instituição, graças ao empenho do quadro  de funcionários em geral.


“Inexplicável seria o BNB apresentar um resultado que não se coadunasse com os números recordes atingidos no tocante à liberação  de recursos para operações contratadas ao longo ano, que superam a volumosa quantia dos R$ 43 bilhões”,  afirma  Tomaz de Aquino, diretor do Sindicato dos Bancários e Coordenador  da Comissão  Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB).  E arremata: “o esforço dos funcionários que realizaram verdadeiros mutirões para viabilizar em tempo hábil a prorrogação de dívidas autorizada pelo Governo deveria ser reconhecida com a distribuição de um percentual maior do lucro para os trabalhadores da Empresa”.


“Mesmo respaldada pela Lei das SA’s  que admite a realização de AGO até o final de abril para aprovação de resultados e distribuição do lucro pelas empresas,  a direção do BNB deveria encontrar uma forma de pagamento da PLR nos primeiros dez dias do mês em curso, como vem fazendo nos últimos anos. A PLR do BNB, mesmo quando paga em abril, é  a última do Sistema  Financeiro  Nacional.  Ficar para maio, então, desestrutura o planejamento orçamentário de muitos colegas afetando  até, em alguns casos, a quitação de débitos  anteriormente  assumidos”, afirma Tomaz de Aquino, diretor do Sindicato e coordenador da CNFBNB.