Breves

86

Para Toffoli, ação contra fim do MTE não é urgente

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, considerou que não havia urgência em uma ação que questiona a extinção do Ministério do Trabalho. Assim, a decisão caberá ao relator da ação, Ricardo Lewandowski, apenas a partir de 1º/2, quando o Judiciário retorna de recesso. A Ação foi ajuizada pelo PDT. Por meio da Medida Provisória (MP) 870, o governo Bolsonaro, entre outras ações, acabou com o Ministério do Trabalho e distribuiu suas atividades por outras áreas. Entretanto, o PDT alega que a organização ministerial, em um Estado democrático de direito, deve considerar o valor social do trabalho e da dignidade humana, um princípio constitucional. Nesse sentido, acabar com o Ministério do Trabalho estaria ferindo um item da própria Carta de 1988.

Declarações machistas de novo presidente do BB preocupam

O novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, nem bem assumiu o cargo e já causa preocupações para as funcionárias. Isso porque seu histórico de postagens no Facebook é carregado de misoginia, machismo e preconceito contra mulheres. O BB vem a algum tempo promovendo políticas de equidade de gênero, inclusive em processos seletivos, apesar desta equidade ainda não ter alcançado os cargos mais altos. Por cobrança da Contraf e dos sindicatos, o tema sempre está em mesas de negociação e tem conquistado avanços. Além disso, metade do corpo funcional do BB é composto por mulheres, e muitas têm expressado preocupação por ter um presidente com o histórico de Rubem a frente do banco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here