Depois de pressão dos empregados, Caixa anuncia novas contratações

148

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou dia 19/7 a intenção de contratar dez mil trabalhadores. Deste total, quatro mil serão novos empregados – três mil dependem de autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) e mil serão chamados após novo concurso público, a ser realizado em setembro deste ano. Estas mil vagas serão destinadas às Pessoas com Deficiência (PCDs). Das 6 mil vagas restantes, 5.200 serão para estagiários e aprendizes e as outras 800, para vigilantes e recepcionistas.

O presidente da Fenae, Sergio Takemoto, destacou que a boa notícia é fruto das reivindicações das entidades; no entanto, considera o número de contratações anunciado muito aquém do necessário para suprir a defasagem de mais de 19 mil empregados nas agências. “Na verdade, ele não está efetivando a contratação de nenhum empregado. Das quatro mil vagas, três dependem de autorização e as outras mil vão esperar a realização de um concurso. Vamos manter nossa cobrança por mais empregados até que sejam realizadas”, ressaltou. “A Caixa vai abrir 250 novas agências, necessárias para a população, mas sem empregados não haverá atendimento digno, além de sobrecarregar ainda mais os que estão se desdobrando nas agências”, disse.

De acordo com Rita Serrano, conselheira de Administração da Caixa (CA/Caixa), o banco tem autorização da Sest para ter, no máximo, 84.544 empregados. O que foi aprovado no Conselho é acrescentar mais três mil neste teto, o que também depende do órgão que coordena a governança das estatais. De acordo com o balanço do 1º trimestre de 2021 da Caixa, o banco tem 81.876 trabalhadores. Rita Serrano informou que a Caixa contratou nos últimos meses e, atualmente, são cerca de 84 mil empregados. Eram 101 em dezembro de 2014.

A coordenadora da Comissão Executiva de Empregados da Caixa (CEE/Caixa), Fabiana Uehara Proscholdt, também avaliou ser extremamente importante a contratação de novos empregados e reforçou que esse pedido é uma pauta antiga das entidades representativas. Fabiana lembrou que já houve resoluções do Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef) onde a Caixa deveria ter 130 mil empregados. Esse número ainda não foi alcançado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here