Funcionários do BB fazem assembleia virtual para avaliar acordo de Teletrabalho

74

Os funcionários do Banco do Brasil da base do Sindicato dos Bancários Ceará participarão de assembleia virtual, que ficará aberta das 8h às 23h59 do dia 9 de dezembro (quarta-feira), para deliberar sobre acordo de teletrabalho.

Os bancários votarão através do sistema VotaBem (https://bancarios.votabem.com.br/). O link para acessar a assembleia só estará funcional durante o período de votação e lá os bancários terão acesso a todas as informações necessárias para votar.

O Comando Nacional dos Bancários analisou a proposta de acordo de teletrabalho apresentada pelo Banco do Brasil e, com base em orientação da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), orienta a aprovação da proposta.

O acordo só vale para depois que acabar a pandemia e a proposta do banco era a de começar a pagar a ajuda de custo somente a partir de julho, mas, após pressão da representação dos trabalhadores, o banco aceitou começar a pagar assim que o decreto de Estado de Calamidade perder a validade. O Estado de Calamidade tem vigência até 31/12/2020, mas, caso o Governo Federal estenda este prazo, o Acordo Emergencial de Teletrabalho do Banco do Brasil é automaticamente estendido.

Entre os detalhes da proposta, há a definição de trabalho remoto, que pode ser realizado na residência do bancário (home office) ou em uma dependência do banco (on office). A proposta prevê ainda equipamento corporativo, mouse, teclado, headset e cadeira ergonômica, além da ajuda de custo no valor de R$ 80,00/mês para cada funcionário que atue em mais de 50% dos dias úteis do mês e tenham aderido ao trabalho remoto.

A adesão ao teletrabalho deve ser facultativa ao funcionário e haverá controle de jornada e desconexão em horários fora do expediente. A manutenção dos equipamentos será de responsabilidade do banco, que se compromete ainda em manter cuidados especiais com a saúde do funcionário e uma Central de Atendimento para coibir a violência doméstica. Auxílios refeição e alimentação obedecerão à CCT e os sindicatos terão acesso aos funcionários que exercerem seus trabalhos fora das dependências do banco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here