Itaú: Funcionários têm readaptação no retorno ao trabalho

56

Com os índices cada vez mais crescentes de adoecimento na categoria bancária, os funcionários do Itaú que estão retornando de licença saúde contam com um importante instrumento para auxiliar na volta ao trabalho. Trata-se da Gerência de Saúde, Segurança do Trabalho e Bem Estar.

A área é responsável por acompanhar os bancários afastados por diversos motivos de saúde no retorno do INSS para o banco. Os funcionários deverão repassar toda a documentação e o histórico da doença e essa área vai acompanhar à distância e dar toda a orientação necessária ao bancário: como ele deve ser recebido e como deve ser reinserido no ambiente de trabalho, no que diz respeito a horários, tarefas, de acordo com o CID em que ele está cadastrado no INSS.

Dados do INSS mostram que de 2009 a 2017, a quantidade de bancários afastados, que receberam benefícios acidentário ou previdenciário, aumentou 30%. Mais de 50% desses casos referem-se a transtornos mentais e a lesões por esforço repetitivo (Ler/Dort). Isso tudo consequência da rotina estressante, que é o dia a dia do bancário. Esse apoio é uma luta histórica dos trabalhadores do Itaú e nós reivindicamos ainda que o programa inclua a participação dos representantes dos bancários.

Mais informações pelo e-mail: readaptacaosaudeocupacional@itau_unibanco.com.br.


“Essa é uma ação que, ao ser implementada no retorno ao trabalho, pode fazer uma diferença importante na vida dos trabalhadores bancários, dado o alto índice de adoecimento dentro da categoria. O bancário, ao retornar da licença, se sente inseguro e, muitas vezes, a rotina a que é submetido acaba fazendo com que haja uma reincidência da doença. Esse é mais um instrumento que soma com os bancários na busca de seus direitos e de uma melhor qualidade de trabalho. E em caso de dúvidas, conte sempre com o Sindicato”
Francileuda Nascimento, diretora do SEBB/CE


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here