Outros Toques

34

Outros Toques

Gasto com alimentação

O gasto médio mensal com a alimentação das famílias que vivem nas maiores favelas do país é de R$ 1.079,10, quase equivalente a um salário mínimo, hoje de R$ 1.100. É o que mostra um estudo inédito feito com o G10, o grupo das favelas de maior expressão econômica do Brasil. O levantamento revela ainda que a tradicional dupla arroz e feijão continua sendo prioridade na mesa de 94% das famílias. Em seguida estão o café o açúcar (71%), o macarrão (54%) e a carne (52%). Com a alta dos preços dos alimentos, muitas famílias, principalmente as de baixa renda, estão com dificuldades de “manter uma cesta básica completa”.

Rachadinha

O juiz Marcello Rubioli, da 1ª Vara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), disse em seu despacho que já existem no processo contra o parlamentar “indícios rotundos de atividade criminosa em regime organizado para prática de crimes”, e que o vereador é citado como o comandante da operação ilícita. O Ministério Público do Rio apresentou denúncia em que afirma que oito funcionários do gabinete do vereador mantiveram ocupações incompatíveis na mesma época em que estavam lotados em cargos de assessores na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Desigualdade

Dos 30,2 milhões de brasileiros que recebem até um salário mínimo por mês, quase 20 milhões são pessoas negras, revela estudo feito pela consultoria Idados, a partir dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) do IBGE, do segundo trimestre de 2021. Hoje, 43,1% dos negros ocupados recebem até R$ 1.100. No quarto trimestre de 2015, no melhor momento da série histórica, eram 34,4%. Já entre pessoas brancas o percentual dos que ganham até um salário é de 24,1% e de outras raças, 28,2%. Segundo dados do IBGE, a população negra representa mais de 54% dos brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here