Outros Toques

238

Outros Toques

Mais pobreza no Brasil

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) ficou praticamente estável de 2016 para 2017, entretanto, os dados mostram leve redução da renda domiciliar e aumento da proporção de pessoas na extrema pobreza, com estagnação do índice de Gini, que mede a desigualdade, em 0,55 – quanto mais perto de zero, menor a desigualdade. A proporção de pessoas na extrema pobreza aumentou de 5,15% para 5,96%. E a de “vulneráveis a pobreza” subiu de 24,47% para 24,98%.

Escola em casa

O governo Bolsonaro enviou ao Congresso Nacional PL que regulamenta o ensino domiciliar. A medida atende interesses meramente ideológicos de uma minoria, além de prejudicar a formação de crianças e adolescentes, cujos pais optarem por essa modalidade, segundo o ex-ministro da educação, Renato Janine Ribeiro. Para ele, a escola é importante para a socialização dos estudantes. O ex-ministro da educação diz ainda que além do processo de sociabilização ser necessário, lecionar é uma profissão e é preciso aprender a exercê-la. E, por isso, o ensino domiciliar feito pelos pais não trará garantia de aprendizado.

Aos amigos, tudo!

O governo federal elevou em 63% os gastos de verbas publicitárias nos primeiros três meses de governo, em comparação com igual período de 2018, com o golpista Temer. Com dados levantados junto à Secretaria Especial de Comunicação, só neste trimestre já foram gastos R$ 75,5 milhões com propaganda. Com Bolsonaro, Record e SBT ultrapassaram a Globo e agora são os grupos que mais recebem verbas publicitárias do governo. Só neste ano, a Record já recebeu R$ 10,3 milhões, enquanto o SBT ficou com R$ 7,3 milhões. A Globo, R$ 7,07 milhões. A Record é comandada por Edir Macedo, e o SBT, por Sílvio Santos, apoiadores declarados de Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here